Exposição de Dina Oliveira no MABEU

Dina Maria César de Oliveira, professora desta FAU, exporá suas mais recentes telas no Museu de Arte Brasil Estados Unidos.
O vernissage será no dia 15 de setembro próximo, quarta-feira.
Em postagem futura publicaremos o convite da mostra.

As imagens abaixo foram retiradas de catálogos antigos da artista (1985 e 1987) que integram o acervo memorialista da Faculdade:

Coletiva itinerante Extremos 1987: Aprigio, Dina, Leonel Mattos e Britto Velho. (Foto: Sérgio Gonzaga.)

Antônio Paul de Albuquerque, o nome do Atelier de Arquitetura da UFPA

Antônio Paul de Albuquerque (25/09/1921-17/04/2008) nasceu no estado do Pará, filho do engenheiro Manoel Leônidas Albuquerque e de Mildred Tierney de Albuquerque, formando-se em Arquitetura nos Estados Unidos, Instituto Politécnico Rensselaer, no ano de 1948. Exerceu, entre 1948 e 1951, suas atividades didáticas no Departamento de Arquitetura da Universidade de Kansas, EUA, como professor de “Achitectural Design”.
Ainda na década de 50, Paul já estava em Belém desenvolvendo projetos e participando de órgãos responsáveis por questões urbanísticas da cidade, tais como  a Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (SUDAM) entre 1967 e 1968, tendo ocupado o cargo de Diretor da Divisão de Obras Particulares da Secretaria Municipal de Obras e Urbanismo de Belém entre 1954 e 1977. Exerceu também atividades técnicas na Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (CODEM) nos anos de 1981 a 1989 e na Secretaria Geral de Planejamento Municipal a partir de 1994.
Paul foi diretor, fundador do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) Delegacia do Pará, entre 1953 e 1967, sendo também fundador da Associação Profissional dos Arquitetos no Estado do Pará (APA). Como Arquiteto projetista destaca-se os projetos  para o Pará Clube, Hotel de Soure (Marajó), o Seminário Redentorista (Marituba) e a Igreja de Santa Cruz.
Em 1962, voltou a trabalhar como professor, agora na Universidade Federal do Pará, lecionando Inglês no Curso Livre de Línguas. Entretanto, com a implantação, em 1964, do Curso de Arquitetura na UFPA, Paul passou a dar aulas na sua área de formação, permanecendo, então, como professor de Arquitetura na UFPA até 1991, quando se aposentou.
Durante estes 27 anos no Curso de Arquitetura da UFPA, Antônio Paul de Albuquerque lecionou “Expressão e Representação”, “Planejamento Arquitetônico I”, “Planejamento Regional” e “Introdução à Arquitetura”. Foi também um dos primeiros coordenadores do Curso (1968-1970), e exerceu ainda, entre 1976 e 1981 a atividade de Chefe do Departamento de Arquitetura.
Paul foi aluno do primeiro Curso de Especialização em Arquitetura nos Trópicos do Departamento de Arquitetura da UFPA, desenvolvendo a Monografia “Rocinhas e Puxadas”, publicada como artigo na Revista do Tecnológico do 1º semestre de 1989. Desenvolveu, também, as pesquisas científicas intituladas “Glossário de Termos utilizados no Planejamento Urbano” (1981-1983), “Chalés de Icoaraci e Mosqueiro” (1986) e “Arquitetura Paraense” (1986), tendo publicado diversos artigos sobre Arquitetura em jornais paraenses. Em 2003, o Professor Paul foi homenageado durante o Seminário “Landi e o século XVIII na Amazônia” por ter sido precursor nos estudos sobre Landi, ao publicar o artigo “Arquiteto Antonio José Landi” na Revista Habitat 12, de setembro de 1953.
Percebe-se, assim, que Antônio Paul de Albuquerque dedicou grande parte da sua vida para o Curso de Arquitetura da UFPA, contribuindo inclusive para a divulgação da Arquitetura paraense em publicações nacionais.

Texto: Professora Cybelle Miranda
Pesquisa: Professora Cybelle Miranda e Nayara Barros (bolsista).

Categorias
Administração

Acessos ao Blog da FAU

Hoje, dia 30 de agosto de 2010, às 9 horas da manhã, o blog da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA contabilizou 4.504 visitas desde sua criação em 30 de maio de 2010 — 3 meses completos.
Os blogs são meios de comunicação de fácil gerenciamento e podem desempenhar o papel de jornais eletrônicos dando aos seus leitores e espectadores a percepção de uma comunidade e o que a ela interessa.
O “tabloide” da FAU ainda não espelha a opinião plena do grupo docente, contudo, pela audiência crescente, tem-se um indicativo da força política que este instrumento virtual pode alcançar.
Esperamos que a adesão maciça amplie, enriqueça e fortaleça a notoriedade necessária a um curso de alto gabarito da Universidade Federal do Pará.

Divulgação

Registros do PCT-Guamá — obra do Pórtico

Mais um projeto da Meia Dois Nove Arquitetura e Consultoria sai do papel.
No sábado, dia 21 de agosto, praticamente toda a estrutura em aço que apoiará a cobertura termoacústica sobre a guarita de entrada do Parque de Ciência e Tecnologia Guamá fora erigida.
José Maria Coelho Bassalo — um dos diretores da Meia Dois Nove, junto com seu sócio Flávio Campos do Nascimento, ambos arquitetos e urbanistas — nos levou a uma visita técnica à obra do principal acesso ao PCT-Guamá.
Bassalo é professor de Projeto desta Faculdade de Arquitetura e Urbanismo.
As fotografias acima, em preto e branco, foram feitas entre os dia 04 e 21 de agosto; todas ampliáveis à melhor visualização.
Autores das imagens: Jô Bassalo, Irving Franco e Haroldo Baleixe. 

Assim ficará o Portal do PCT-Guamá:

 Vista virtual eletrônica para dentro do condomínio, ao contrário das tomadas reais anteriores.

Revista Eletrônica TUCUNDUBA

Reciclagem

Uruguaio produz quadro de bicicleta reciclando 200 garrafas PET.
A cada dois minutos, há um quadro de bicicleta. O material é bastante resistente e flexível. A bicicleta nem precisa de amortecedor.
Na Lagoa Rodrigo de Freitas, na Zona Sul do Rio de Janeiro, Márcio Gomes apresenta uma experiência com a reutilização de garrafas de plástico, as garrafas PET. Esse é um grande problema ambiental – milhões de garrafas terminam na rua, em lixões, nos rios do Brasil.
O uruguaio Juan Muzzi mora no Brasil há 40 anos e inventou uma maneira de reciclar garrafas e transformá-las em uma bicicleta. Ele explica como criou a forma de reciclar 200 garrafas PET para produzir um quadro de bicicleta. ‘O quadro é resistente. Tem garantia de dez anos’, garante Muzzi.
A cada dois minutos, há um quadro de bicicleta. O material é bastante resistente e flexível. A bicicleta nem precisa de amortecedor.
Juan Muzzi diz que ainda não tem um plano definido para conseguir as garrafas PET. Ele quer firmar parcerias com empresas que precisam limpar garrafas PET: ‘São bicicletas de fácil acesso e muito baratas. Custam menos da metade de uma bicicleta comum’, destaca o inventor.
Para transformar as garrafas em bicicleta, é preciso, primeiro, moer as garrafas. Com o pó, uma máquina faz uma mistura grãos e manda para uma ‘injetora’. No molde, a peça já é feita.” (http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2010/08/uruguaio-produz-quadro-de-bicicleta-reciclando-200-garrafas-pet.html)

“Brincadeira” premiada de estudantes de design da Appalachian State University:

(http://pedaleiro.com.br/2008/12/24/bicicleta-feita-de-plastico-pet/)

Design

RESOURCE FORNITURE

Parcerias que dão certo

Miguel Lalor fala, em francês, sobre sua adaptação em quadrinhos do bestseller internacional O Último Templário de Raymond Khoury.

Anúncio do romance O Último Templário de Raymond Khoury e Miguel Lalor.  Site original: http://videos.france5.fr/video/iLyROoafJEmu.html

Por convite do coordenador do curso de Artes Visuais da UFPA, professor Ricardo Harada Ono, os alunos de Representação e Expressão II (manhã e tarde) do curso de Arquitetura e Urbanismo participaram de palestra e master class proferidos pelo artista gráfico e quadrinista Miguel Agostinho de Lalor Imbiriba Júnior residente em Paris há quase nove anos, ora de passagem por Belém.
A atividade, originalmente pensada à disciplina de Desenho ministrada por Harada e Mário Luiz Barata Júnior, teve caráter extensionista, lotando o auditório do Ateliê de Arte do Campus do Guamá.
Miguel Lalor, como apocopou seu nome, falou de sua saga pela Europa, descrevento os tantos “nãos” que recebeu até se consagrar em uma profissão que sonhara desde a infância — a conferência, como experiência profissional e de vida, bem se adaptaria a qualquer cenário ou circunstância; mérito do orador, graduado em Artes Plásticas pela UFPA.
Diversos originais de seu trabalho passaram de mão em mão para uma apreciação mais acurada; também houve apresentação em datashow.
O master class ocorreu após a palestra; seis alunos da FAU integraram o seleto grupo agraciado com a oportunidade de desenhar a partir de modelo vivo feminino.

Imagens do momento da palestra (feitas por celular, deverão ser substituídas pelas fotografias tiradas pelo Ricardo Harada ou Mário Barata).

UFPA 1982: a medalha comemorativa dos 25 anos 02

Resultado da cunhagem: fotos enviadas por Patrick Pardini do Museu da UFPA.
Camplementação da postagem UFPA 1982: a medalha comemorativa dos 25 anos.

Divulgação

Divulgação

Categorias
Administração

Blog do CEAMAZON

Categorias
Administração

Conforto Ambiental no CEAMAZON

Imagem link ao Minuto da Universidade.

Há duas semanas o professor doutor Irving Montanar Franco disponibilizou ao Blog da FAU o link, posto no tópico “Sequência de imagens-link“, para monitoramento dos dados da Estação Meteorológica do CEAMAZON — Centro de Excelência em Eficiência Energética na Amazônia — no tempo real da aferição dos índices.
Segundo Irving, adjunto desta Faculdade de Arquitetura e Urbanismo, o laboratório de Conforto Ambiental do CEAMAZON tem por escopo:
“O desenvolvimento de estratégias e ações de implementação do PBE — Programa Brasileiro de Etiquetagem —, voltado à certificação de edificações — ensejado pela política de eficiência energética da Eletrobrás;
Pesquisa e desenvolvimento de recursos humanos;
Diagnosticar e desenvolver parcerias com demandas oriundas da iniciativa privada;
Suprir a deficiência de espaço físico destinado às atividades experimentais e laboratoriais diante das restrições conjunturais da FAU/ITEC/UFPA;
Dentre outras dinâmicas.”.
O convênio com a ELETROBRÁS fora celebrado em 2005, assinado pela professora doutora Maria Emília de Lima Tostes, atual diretora do Instituto de Tecnologia da UFPA.
O acesso às planilhas e gráficos da Estação Meteorológica, ora em fase experimental de implementação, só será possível por meio de senha restrita aos pesquisadores e pessoal autorizado; portanto: aproveitemos a “deixa” temporária.

Categorias
Administração

Obrigações burocráticas institucionais docentes 2010

Faz-se urgente o preenchimento e entrega do Plano Individual de Trabalho, o famigerado PIT (bull), à secretaria da Faculdade. 
Deverá ele conter todas as atividades desenvolvidas pelo professor tanto no ensino de graduação e/ou pós-graduação, quanto em pesquisa e extensão universitária.
A “sala de aula” é computada no Sistema de Controle Acadêmico — SISCA —, entretanto, as demais ações docentes carecem de declaração comprovada por portaria do Instituto de Tecnologia — ITEC —, de outra unidade congênere, ou superior a essas, administrativamente: Pró-reitorias e Reitoria.
Os PIT’s subsidiam a composição dos Planos Acadêmicos das Unidades, caso haja problemas em sua feitura a Universidade sofre sanções do MEC.
O envio do Plano Individual de Trabalho pode ser feito por e-mail à secretária Eulália Freitas Carmo: efcarmo@ufpa.br; o mais breve possível!

A direção da FAU empenha-se na formatação da atuação docente “extra classe” que em alguns casos não está legalizada pelos parâmetros atuais vigentes.  
Solucionar pendências do Projeto Político Pedagógico é a saída premente e eficaz à problemática, uma vez que a aprovação do PPP é condição sine qua non ao ajuste da postura institucional diante das peculiaridades e filosofia de um curso. 
Os relatórios analíticos dos Planos Acadêmicos das Unidades, gerados pela PROPLAN, sublinham a situação nominal de cada professor; portanto, para quem os desconhece, é prudente consultá-los na FAU, antes da entrega do PIT atual.  

Resolução nº3480 de 12 de dezembro de 2006 (Leia: saiba as atribuições de cada regime de trabalho na UFPA.)

Orientação de preenchimento dos fomulários do Plano Acadêmico (Leia: seu PIT comporá o PA.)

PIT – Formulário em PDF (Imprima e preencha manualmente para entrega na FAU.)

PIT – Formulário no Word (Preencha, salve e envie como anexo por e-mail à Eulália.)

Palestra e master class sobre ilustração

Segundo o coordenador do curso de Artes Visuais, professor Ricardo Harada Ono, o master class de modelo vivo será gratuito e começará às 15:30 horas; contudo, as vagas serão limitadas em 25, devendo os interessados inscreverem-se na secretaria da FAV e, no momento da aula, portar papéis e lápis; no mínimo.

Boas notícias à FAU

Professor Bassalo: imagem-link à sua homepage.

O Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural  — LAMEMO  — da FAU está prestes a receber o acervo pessoal do  criador do curso de arquitetura da UFPA, o já falecido engenheiro-arquiteto Camilo Sá Porto de Oliveira
As boas novas foram dadas pelo engenheiro civil e físico dr. José Maria Filardo Bassalo; o Professor (a raros se confere um “P” maiúsculo) Bassalo disse-nos, por e-mail, que a viúva de Camilo se prontificou a ceder tal documentação à FAU.
Bassalo, titular do Departamento de Física da UFPA, hoje compulsoriamente aposentado, é pai do nosso colega e professor José Maria Coelho Bassalo; essa “homonímia” deixou em apuros a coordenadora do LAMEMO, que o tratou sem a devida cerimônia ao responder o correio eletrônico.
Bobagem: o Professor Bassalo fora contemporâneo de seu pai, o também intelectual e psiquiatra Maiolino Miranda, no Paes de Carvalho.
Os precedimentos da doação seguirão o trâmite institucional necessário. 

José Maria Coelho Bassalo e link ao seu blog de apoio ao Curso de Projeto da FAU-UFPA

Lançamento da REVISTA TUCUNDUBA

O primeiro número da REVISTA TUCUNDUBA conterá artigo da dr.ª Cybelle Salvador Miranda, professora adjunta desta FAU,  sobre Palestra Itinerante por ela proferida em 2008 na “Jornada Fotográfica Belém Histórica” — título do trabalho selecionado dentre 34 inscritos que figurará como um dos 9 da versão impressa .

Professora Cybelle ao megafone. A imagem faz link ao Fotoativa.

Roberto de La Rocque Soares

Parte 01:

Aguarde 0:33 minutos para o início desta 1ª parte do vídeo.

Parte 02:

Parte 03:

Parte 04:

Parte 05:

O vídeo aqui publicado em 05 partes é um documentário sobre o engenheiro-arquiteto e professor da Universidade Federal do Pará, Roberto de La Rocque Soares, sob o título “Um homem e seu tempo”, lançado no ano de 1996 pelo Museu de Arte de Belém — MABE.
O audiovisual foi gentilmente cedido pela senhora Elza de Nazaré Lobo Soares, viúva do mestre La Rocque, à cooredenadora do Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural — LAMEMO — da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA, prof.ª  dr.ª Cybelle Salvador Miranda.

Ficha técnica da produção:

“Hélio Mota Gueiros
Prefeito de Belém
Ruth Burlamaqui de Moraes
Presidente da FUMBEL
Rosângela Marques de Brito
Diretora do MABE
Trilha Sonora
Adamor do Bandolim
“Chora Marajó”
(Waldemar Henrique)
narração/roteiro/edição
José Carlos Gondim
cinegrafista
Altamir Silva
Edilson Portal
Sérgio Brasil
Rômulo Brito
operação de vt
Gilberto Bessa
Daniel Lucio
auxiliares
Roberto Kleber
Jorge Albuquerque
edição de imagens
Ulisses Salomão
Sávio Palheta
caracteres
Lenise Carvalho
áudio
João Marques
supervisor de operações
Antônio Celso
coordenação de produção
Luiz Laguna”

Milton Monte (Projeto Memórias — UNAMA)

Parte 01:

Parte 02:

Parte 03:

Parte 04:

Parte 05:

Parte 06:

“Projeto Memórias
Realizado pelo Núcleo Cultural da UNAMA, sobre personagens da educação, arte, literatura, ciência e história da Amazônia que contribuem para o desenvolvimento de nossa Cultura.
MILTON MONTE Nº15
Realização: Universidade da Amazônia – UNAMA
Núcleo Cultural: João Carlos Pereira
Setor de Artes Cênicas e Musicais: Paulo Santana
Roteiro: Dedé Bandeira
Cinegrafista: Nando Lima
Narração: Edmilson Cabral
Edição: Eliezer Nascimento
Assintente de Produção: Nani Tavares
Design: Huoston Rodrigues
Coordenação Geral: Paulo Santana
Produção: DBandeira Produções & Eventos
UNIVERSIDADE DA AMAZÔNIA
‘Educação para o Desenvolvimento da Amazônia’
http://www.unama.br
cenicasemusicais@unama.br”. (Youtube, Canal Baia1990)