Categorias
Administração

O velho Joquei Clube ainda está de pé

Inacreditável que diante de tantas demolições em Belém o prédio do Joquei Clube do Pará, “único jockey clube do Brasil que não possuía cavalos” (dito popular), ainda sobreviva razoavelmente conservado e com suas cores originais; contudo, os tapumes parecem anunciar que em breve ele irá ao chão.
Pela foto do Google Earth a piscina, que possuia trampolim, há muito foi aterrada:


Relíquia de um dos clubes chiques da Cidade que foi à bancarrota na década de 1970:

Universitário, Belém - PA, Brasil

Por o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010.
Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012.
Coordenação: professor Haroldo Baleixe.

5 respostas em “O velho Joquei Clube ainda está de pé”

Caro Baleixe;
O prédio do Jóquei Clube pertenceu a família judaica Pazuelo.
Nunca de fato teve algum cavalo, mas era um prédio pai d’égua.
O Pará Clube deixou a sede social na av. Nazaré para ocupar, em parceria, o prédio do Jóquei que se encontrava em estado de falência.
Assim como o Jóquei não tinha cavalos, o Automóvel Clube, que funcionava no último andar do prédio do edifício Palácio do Rádio, não tinha nem “carrinho de corrida” (leia-se: brinquedo).
Quá, Quá, Quá…Quá…Qua!!!

…Jayme Pazuelo… e sua esposa, na época boa e nas memórias de minha mãe Salomé Israel. Isaac Israel, meu avô e sua esposa Ester Sicsu também moravam nessa casa, acredito que em 1950…. sempre ouvi que venderam para o Jockey, mas nunca acreditei…mas, aí está, ou esteve… inacreditável! (Francisco Medeiros)

Ola, Chico, sou o Eucílio do Bennet.
Se receber este comentário, entre em contato :
21 99904-0869 (WhatsApp)
Respondo do email de um amigo

Caros amigos, a turma do nostalgia belém, já postou uma foto quando ainda mantinha-se todas as dependencias do predio intactas, hoje posso afirmar a todos que ainda resiste a caixa d’agua, as escadarias internas que levam ao segundo piso, que diga-se de passagem mantem-se o mesmo acabamento superior de paredes ( teto sem canto), onde havia a piscina virou estacionamento de veiculos, é uma pena que parte da historia deste, já se perdeu.

Que bom que ainda esta de pé, e pelo visto não sera demolido não, trabalho para a empresa que comprou o prédio e sempre tiro minhas sonecas lá na hora do almoço
hehehe

Deixe uma resposta para Hebert Cancelar resposta