Carnaval no Bancrevea [1958?]

O narrador do cinejornal diz:  Sábado magro (o que precede em uma semana o sábado gordo)… O Bancrevea abriu as portas do Palace Teatro (Grande Hotel) com a realização de sua primeira festa carnavalesca… Constituindo uma nota sensacional a eleição da Rainha do Carnaval bancreviano, senhorita Léa Fiúza de Melo…
Os dados contidos na película são insuficientes a uma datação imediata; contudo, o colaborador Igor Pacheco, editor do site Fragmentos de Belém, encontrou, na Internet, a matéria Em 1958, Léa Fiúza de Melo levou o título para o Bancrévea, folgando a possibilidade do registro ser de 1958.
Duas fotografias do arquivo pessoal de Léa como Rainha das Rainhas do Carnaval Paraense de 1958 pelo Bancrevea ajudam a admitir a datação:

10719

Léa Fiúza de Melo aos 15 anos e sua fantasia A Deusa do Mar Vermelho no Clube Asssembléia Paraense; evento posterior ao da fita, mas admissível como do mesmo ano (1958).

Recorte de material pertencente
à Biblioteca Virtual Landi.

Sobre fauitecufpa

Projeto de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Fotografia antiga, História, Memória e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta