A origem dos materiais de contrução do Palacete Facióla

Ilha Arapiranga

Bento José da Silva Santos, o construtor e primeiro morador do Palacete Facióla, possuía, na ilha Arapiranga, uma estrutura polivalente na manufatura de artefatos de uso na construção civil: madeiras aparelhadas, louças, tijolos, telhas; além de serviços de marcenaria e carpintaria.
Como o palacete da Doutor Moraes com a Nazaré surgiu entre 1895 e 1898, em pleno funcionamento e expansão das oficinas de Arapiranga, supõem-se que o próprio Bento tenha sido o maior fornecedor desses materiais e serviços à obra de sua nova casa que chamar-se-ia, de modo popular, Palacete Silva Santos por, pelo menos, 17 anos.
A presença de tijolos, inclusive sobressalentes, estampando a marca prensada da olaria Arapiranga no Palacete Facióla corrobora com esta assertiva:

Estoque de tijolos angulares sobressalentes no porão do Palacete Facióla durante as obras de restauração
Marca prensada ARAPIRANGA em tijolo retangular do Palacete Facióla
Muro construído no saguão do Café com tijolos sobressalentes

Imagem ampliável

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em História, Patrimônio Histórico e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para A origem dos materiais de contrução do Palacete Facióla

  1. Bento José da Silva Santos também fornecia touros de suas fazendas no Marajó para apresentações no coliseu Paraense.

Deixe uma resposta