Categorias
Animação

Hoje a FAU completa 58 anos

Animação em destaque no site

Equipe de criação:
Luiz Felipe Martins Gouvea
Louize dos Santos Ramos
Jaqueline da Silva Virgolino 
Yasmin de Assis Corrêa
Icaro Moraes Amazonas Duarte
Gabriel Melul
(Calouros 2022 – alunos de Representação e Expressão I)

__________________________________________

Trabalho emergencial – não obrigatório – proposto na quarta-feira para ser publicado hoje, sexta (22ABR2022), em alusão ao aniversário de 58 anos da implementação do Curso de Arquitetura da ainda Universidade do Pará.
Agradecemos a colaboração dos estudantes aqui listados e esperamos contar com outras concepções à publicação no destaque deste site – há animações alusivas a ícones (históricos e/ou atuais) da faculdade em processo de feitura na disciplina dos dois turnos.

__________________________________________

Banco de Ideias de Representação e Expressão I – 2022 (em expansão)

Categorias
Animação

Primeiros experimentos de Representação e Expressão I – 2022

Categorias
Falecimento

Adeus ao nosso professor Cláudio Cativo

A arquitetura do Pará perdeu um dos seus mais importantes nomes. Faleceu o arquiteto Cláudio Cativo. Formado em 1970 pela Universidade Federal do Pará, foi docente nessa instituição na qual ministrou, por 26 anos, disciplinas de Projeto no então denominado Curso de Arquitetura.
Como profissional liberal constituiu, juntamente com seus amigos Cicerino Cabral, Paulo Elcídio Nogueira e Avelino Tavares, a Projetos e Assessoria Técnica, um dos mais produtivos escritórios de arquitetura de Belém, com clientes no poder público e na iniciativa privada. Foi vencedor de concursos de projetos, sendo o mais importante deles o da Estação de Pesquisas Científicas Ferreira Penna, promovido em âmbito nacional pelo Museu Paraense Emílio Goeldi. Projetista rigoroso e disciplinado, suas plantas, segundo o também arquiteto e amigo Jaime Bibas, eram primorosas quanto ao bom aproveitamento do espaço.
Nos últimos anos, mesmo obrigado a reduzir o ritmo de trabalho, seguiu projetando todos os dias. Produziu, recentemente, riscados com precisão a lápis sobre o clássico papel manteiga pregado com fita durex no papel milimetrado, uma série de estudos para hipotéticos prédios residenciais. Atento ao aprimoramento do ofício, havia começado a fazer desenhos eletrônicos em um tablet, a ele dado de presente por sua Teté, incansável companheira de mais de meio século.
Seu exemplo profissional, e, também pessoal, tem construído uma linhagem de arquitetos em sua família, geração após geração.
Cláudio Cativo era um homem refinado. Otimista, discreto, elegante, educado, falava apenas o suficiente. Dificilmente elevava o tom da voz, exceto por ocasião dos jogos do seu amado Paysandu. Sua partida deixa, acima de tudo, muito mais do que as lições de arquitetura que a tantos professou, um exemplo de simplicidade, delicadeza, dignidade, resignação, amor à vida, e, sobretudo, leveza de espírito. Não por acaso, seus derradeiros e apenas desenhados edifícios possuem, batizados por ele próprio, nomes de passarinhos: Sabiá, Canário, Bem-te-vi, Beija-flor…

Por José Maria Coelho Bassalo.

Categorias
Arqueologia História

Investigações apontam novo modelo para o Farol Velho do Atalaia

Texto e imagens em construção.

Categorias
Pesquisa

Fragmentos devem mudar o desenho do Farol Velho do Atalaia

Fragmentos coletados na praia do Farol Velho do Atalaia em Salinas provocam nova percepção sobre a construção inaugurada em 1852 e parecem confirmar o revestimento em tijolos vidrados já citados em relatório

As imagens acima mostram placas quadradas de 13,75 centímetros de lado com espessura de 0,9 cm; tal material foi encontrado nas cercanias do grande maciço de pedras de cantaria agregadas presente na praia do Farol Velho em Salinas, marco do lugar.
Um dos fragmentos, depois de lavado, revela vestígios da provável pigmentação branca dessas placas cerâmicas que revestiam externamente o primeiro farol das Salinas inaugurado em 1852 que ficou em funcionamento até 1916 quando substituído por outro mais alto em torre metálica erigida pelo sistema criado pelo engenheiro civil irlandês Alexander Mitchell.
Os fragmentos coletados serão analisados pelo Laboratório de Tecnologia das Construções (LABTEC) e o resultado dos exames serão aqui publicados.

Possível aparência dos tijolos vidrados quando novos
Ponto de coleta
Categorias
Artes Gráficas Artes Plásticas Pintura

Entrevista com Emmanuel Nassar; por Portal Cultura (2015)

Categorias
Amazônia Artes Gráficas

Die Künstler sehen ihre Stadt – Belém do Pará (1994)

Belém do Pará: Die Künstler sehen ihre Stadt
hr-Fernsehen | Hessischer Rundfunk
1994
Künstler: Dina de Oliveira, Emmanuel Nassar, Francisco Klinger Carvalho, Luiz Braga
Ein Film von Günter Lüdcke

No material não é citado o nome do artista plástico Marinaldo Santos, que não aparece no vídeo, mas tem seus trabalhos, pintados em tacos de assoalho, mostrados.
A jornalista Regina Alves, professora da UFPA, também figura no material.
Músicas: Te Amo (Fruta Quente), Festa de Carimbó (Fruta Quente), Ovelha Desgarrada (Fafá de Belém), O Casamento da Raposa (Fagner).

Categorias
Amazônia Artes Plásticas Design

Processos criativos: Osvaldo Gaia; por Alexandre Murucci

Página do artista plástico OSVALDO GAIA.