Categorias
Administração

Expressividade de superfície e composição bidimensional

O Laboratório de Modelos Roberto de La Rocque Soares implementa, neste semestre, uma reformulação na condução didática de suas cinco disciplinas de Representação e Expressão.
Nenhuma novidade excepcional, apenas a modificação na ordem dos conteúdos ministrados.
A exaustiva perspectiva à mão livre deixará de ser abordada em RE I e passará à RE II.
RE I tratará exclusivamente da percepção visual com ênfase na expressividade das superfícies e na composição visual no espaço bidimensional – introdução necessária à compreensão da linguagem plástica*.
Para que os alunos tenham noção do quão significativos são os planos personificados pelos quais eles passam ou convivem no dia a dia, optou-se pela incorporação, à bibliografia do Laboratório, de dois livros/catáglogos dos artistas plásticos paraenses: Emmanuel da Cunha Nassar (o EN) e Pedro Paulo Góes Condurú (o PP).
Os dois bancos de imagens servirão como referência ao ato de universalizar o regional a partir da simplicidade compositiva associada a complexidade das informações gráficas presentes nas texturas casuais e intencionais.
No decorrer do semestre tentaremos trazer ao Ateliê de Arquitetura e Urbanismo  tanto o Emmanuel, quanto o PP, para que ambos falem sobre o processo de criação/execução dos seus trabalhos.
Abaixo as capas dos dois livros/catálogos e algumas imagens que os compõem, exceto a do Alvi Azul, um guache sobre Fabrianno de 1985, acervo deste editor, que não nutre nenhuma paixão por futebol.


*Referente à matéria que pode ser transmutada de modo visual e/ou táctil; moldável, modelável, manipulável.

PP Condurú fala de Jorge Raimundo Vale, o Jorgito

Em depoimento ao Blog da FAU o artista plástico Pedro Paulo Góes Condurú fala, ao telefone, sobre sua relação de amizade com o arquiteto paraense Jorge Raimundo R. do Vale, o Jorgito, falecido em 2008.
PP relembra o ano de 1978, no Rio de Janeiro.
É intenção nossa coletar testemunhos a respeito de Jorgito, uma figura “folclórica” da primeira turma da Escola de Arquitetura da UFPA.
Futuramente faremos um audiovisual com o PP e outros amigos de Jorge Vale.
Essa investida se deu a partir da postagem “Psico-Análise Arquitetônica n°4, por Fabiano Homobono“.

Categorias
Administração

“Relato Experiência – 1987”: P. P. Condurú

Gravado durante as mostras “Nunca viram mas pintaram, e isso é guerra”, de P.P. Condurú, na Galeria Theodoro Braga, no Centur, em Belém do Pará, 1987.
Realização: Museu da Imagem e do Som/PA e Secretaria de Cultura do Estado do Pará.
Câmera e som: Mourão.
Participantes: Fafá Pinheiro, Miguel Chicaoka, Corina, Nil, Tadeu Lobato, Mauro Condurú e Lívia Condurú.

Veja também Pedro Paulo Góes Condurú.

Categorias
Administração

“Aparências nada +”; por PP Condurú

Procure por Pedro Paulo Góes Condurú.

Pedro Paulo Góes Condurú

Vídeo 01:

Vídeo 02: