Belém, década de 1980: Gemini


Há muitas histórias para se contar, não só a do Gemini drive in, um empreendimento de Camilo Porto de Oliveira; mas a da fábrica Gelar, das lanchonetes Boss, da boite Papa Jimi, do JB, da Casa Navio, do Pagode Chinês, do Lapinha, do Benzinho, do Bar São Jorge (o da Condor), do Ao Galo de Ouro, do Xodó, do Corujão, do Bar do Parque, da Ressaca… e por aí vai.
Vários desses lugares que fizeram parte da cultura belenense e paraense estarão presentes nos cinco primeiros livros de memórias do nosso editor-chefe Jaime Bibas.
Bibas contará em detalhes, por exemplo, as cenas que viu pelas frestas da Maloca, ainda na Praça da República, da recepção das autoridades a uma streeper internacional.
Aguardem: quem viver lerá.

Esse post foi publicado em Administração e marcado , , . Guardar link permanente.

84 respostas para Belém, década de 1980: Gemini

  1. Égua! mano, essa doeu.
    Lembranças e saudades do tempo que homens e mulheres se “paqueravam” – ouçam bem: paqueravam.
    Tesão e sedução, que coisa booooooa.

    • LAURISTON M FURTADO disse:

      Ana , não a conheço mas compartilho com suas impressões de uma época que não volta mais . Frequentei Belém de 1979 à 1985 , a serviço e a vida noturna me cativou . Não sei se vc chegou a conhecer a grande sensação de 79/80 . Chamava-se ” Contra torpedeiro Pernambuco” e , após suas missões de patrulha , ficava atracado no Cais onde hoje é um pujante complexo de bares/restaurantes . Ali recebíamos nossas convidadas da cidade e desfrutávamos de bons momentos . Hoje só resta nostalgia , saudade de amigas e namoradas que imagino estarem felizes . Sua singela nota me fez viajar no tempo , obrigado e parabéns pela sua cidade maravilhosa .

      • Cristina Santos disse:

        Lauriston, realmente minha cidade é maravilhosa, mas confesso que já melhor, bem melhor. Mas creio que em outras cidades do nosso Brasil, já tiveram lugares que também fazem seus moradores viajarem no tempo, não só dos lugares, mas também das pessoas que compartilharam esses momentos juntos. Que Vc possa continuar viajando nas suas lembranças, e que graças a Deus, que nessas nossas viagens, não pagamos, nem com dinheiro e muito menos com nossas vidas, pois do jeito que esta, onde não podemos mais nem colocar cadeiras na porta para ter uma prosa com vizinhos (pelo menos eu e meus familiares sempre fazíamos isso), como antigamente, vendo crianças brincarem de roda, pega-pega e outras brincadeiras de antigamente, sem sermos assaltados ou sermos vítimas de balas perdidas.

    • Carlos Nascimento disse:

      Quem era e aonde era a Boite Medalha?

  2. Junior disse:

    Srs onde compro este livro? Sou paraense e moro há 20 anos longe de Belém. Visito a cidade todos os anos. Vivi esta maravilhosa época…

  3. DJ Edu Couto disse:

    Gostaria de ter informações sobre a venda desses livros que contam um pouco da história das boastes e vida noturna de belém nas decadas de 70 e 80. previsão de lançamento, e onde posso encontra-los?

  4. eita que coisa boa !!!!! recorda é viver pois eu faço parte desta historia!! pois nessa epoca fiz muitos shows tanto no lapinha e no xamego , no benzinho , e na pleiboy meu nome artistico era KEYTH MONZA tempos maravilhosos que não voltão mas. obs; adoro belém

    • fauitec disse:

      Égua Socorro; então, conta mais!

    • José Maria Costa disse:

      Que maravilha! Fomos dessa época. Bons tempos de estudante de engenharia. Tinha um compromisso comigo mesmo: conhecer todos os ambientes noturnos de Belém. Do céu ao inferno, andei. E que caminhada! Pagode, El Diablo, bem em frente, onde o Alencar começou, Pussanga, Benzinho, Chamego, Shan-gri-lá, Rosa Vermelha, da velha Pedreira do samba e do amor, Maloca, Gemini drive in, Royal, a velha Condor, Bonsoir, Palhoça, Casa de Chá Corumbá, Momo, Batista, O medalha e tantas e tantas outras. Que farra!!

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Conhece o Lapinha, logicamente, e o Benzinho, lá pelos fins de 1980 e início de 1990, fins daquela boemia “saudável” de Belém, e no mundo todo! Depois, a “modernidade” e o consumismo capitalista trouxeram o recrudescimento da violência criminal, mudando o tipo de boemia!

  5. Sérgio Souza Solano disse:

    Saudades de todos esses encantados logradouros, mas o Gemini, ah! o Gemini. A nossa cativa mesa 9 As minhas filhas o conhecem bem. Calma gente, elas são mais novas que o Gemini, mas foi lá que tudo começou, Não foi, Annette?. Ah, o Gemini !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

    • fauitec disse:

      Grande Sérgio Solano, ídolo do basquete do Paysandu Sport Club, também memória da Cidade.

      • Sérgio Souza Solano disse:

        Obrigado, gostei do ídolo do basket, mas memória de Belém, que orgulho. Valeuuuuuuu…………

    • Anderley disse:

      Poxa, eu também conhecia . meu pai trabalhava por lá (Manoel Rodrigues) vulgo Manduca, o mesmo cuidava da parte elétrica do Gemini, se não me engano tinha um amigo chamado Fiapo que era filho do Caçula (Loja de material de construção).

      • Cristina Santos disse:

        Tempos maravilhosos. A Chácara também deixou muitas saudades.

      • George Hamilton Maranhão Alves disse:

        Cheguei a ir uma vez à Chacara. Se não me engano, em 1994.

    • ANTONIO CORREA DOS SANTOS FILHO disse:

      A turma do NPOR SEMPRE SE FAZIA PRESENTE KKKK

  6. marco barral disse:

    Quando é que esses livros estarão disponiveis ??????

  7. MURILO disse:

    É O DO PAYSANDU ? E DO PARA CLUBE

    • Sérgio Souza Solano disse:

      O próprio, caro Murilo. Dois clubes marcantes, ambos continuidade de meu lar. .. Abração

  8. oseas souza disse:

    tenho uma especie de obsessao pela decada de 80 que eu vivi intensamente e gostaria muito que alguem postasse alguma foto da shock disco club lugar onde eu frequentava todo domingo e ficava na br316 onde hoje esta a belem importado

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Parece que, na década de 90, nesse lugar, foi a Shop Hause.

      • Pedro Jr. disse:

        Não amigo, a shop hauss (que muito frequentei) ficava o parque de exposição agropecuária, atual cidade folia, no exato local, funciona atualmente uma igreja evangélica. Flw

  9. Lyssandra Parente disse:

    mui bom lembrar

    • Nonato Jucá disse:

      Frequentei a Shock Disco Clube, lá fiz muitos amigos, amizades que perduram até hoje. Saudades da melhor disco de Belém!

  10. oseas souza disse:

    espero que ele tenha algo sobre a SHOCK DISCO CLUB que ficava onde hoje e a belem impotado na BR

  11. George Hamilton Maranhão Alves disse:

    Na Belém da década de 1990 ainda peguei uma parte disso tudo: Lapinha, Benzinho, Palácio dos Bares (o tradicional, ainda de madeira), Bar São Jorge (da Condor), JB (Umarizal), Xodó, Minhocão, Kalamazoo (em seu auge), African Bar (em seu auge), Ouro Negro, o eterno Bar do Parque e por aí vai. Tento lembrar o nome de uma casa noturna próxima à praça Batista Campos, nos idos de 1991-1994. Também, tento lembrar o nome de uma casa de seresta em Canudos, próximo da rodoviária. Muita nostalgia. Também, tenho interesse no tal livro de memórias noturnas.

  12. George Hamilton Maranhão Alves disse:

    Esqueci de outras casa que também fizeram história em Belém: Chácara (na BR), Olê Olá (Tavares Bastos) e o pagode do Cazuzas (também, na Marambaia). O Olê Olá frequentei só a partir de 1998. Não peguei o seu auge.

  13. Marcos Roberto disse:

    Po so recordação boa mais quem não lembra do La´Cage Na piedade Dj Olivar circulo militar Subsa da praça amazonas e tantas outras recordações essa era a época bons tempos shows no Ginásio da Escola Superior na Primeiro de Dezembro…………..

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Em 1989, fui a um show do Engenheiros do Hawai no ginásio da Escola Superior de Educação Física.

      • carlos alberto disse:

        Saudades! O Gemini fez parte da minha vida noturna que jamais irei esquecer!
        Era um clima maravilhoso me lembro quando era meia noite: a sirene tocava e a turma já corria para a discoteca (hot).
        Até hoje falo para adolescentes sobre o Gemini.
        Caso tivesse condições financeiras: criaria o Gemini Drive 2 com aquela estrutura exótica amadeirada e luzes vermelhas e amarelas!
        Saudades de varios amigos… SAUDADES.

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Não conheci essa Ressaca, pois na época, não frequentava Mosqueiro. Mas tem tudo a ver: jogado na Ressaca.

    • Pô Marcos,vc lembrou uma boite que também arrebentava na época La´Cage aquela iluminação com os tijólos piscando na parede era demais .O Dj Olivar uma vez foi no LAPINHA (Cheguei a tocar lá com o Dj Washinton) ele foi um dos primeiros a tocar a música do THE PRETENDERS “Don’t get me wrong” ele era realmente bom.
      Tempos inesqueciveis.

  14. George Maranhão disse:

    Quem se lembra do Piano, no Umarizal, pelos idos de 1991-1993?

    • Barral disse:

      Saudade é foda Cara ……… Que Vê uma coisa que eu caço ??? Uma foto da Ressaca ( A Boite que tinha na praia do farol ( Cansei de acordar de manhã cedo jogado lá, mas mesmo assim eu adorava ))

    • andre dias disse:

      bom dia amigo! o nome dessa boate era “Censura Livre” era tudo de bom! frequentei muito essa boate.

  15. Franzé Rendeiro disse:

    Que bom rever essas imagens. Era um garoto!!!! Que saudades dos tempos maravilhosos. Mesmo com dificuldades do dia a dia, éramos felizes. Agradeço todos os dias ter vivido esses momentos, belos tempos lindos dias !!!

  16. jorge carlos disse:

    george o nome do bar é o boemios da campina(batista campos).

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Acho que não era Boêmios. Lembro que era no quarteirão onde fica o Colégio Ideal. Lembro que era uma danceteria para o público na faixa dos 20 aos 30 anos e que se pagava para entrar. Isso era nos anos 1991-1993.

      • Barral disse:

        O Boêmios da Campinas era a sede do Escola de Samba de mesmo nome e ficava na Carlos Gomes com a Campos Sales.

  17. andre dias disse:

    quem lembra,no começo da década de 90 das boates,company b,pipoca do cassazum,pipoca do T1,circulo militar,casa grande,brodway,spectron,pipoca do hilton hotel,saudosa maloca de mosqueiro,pipoca do hotel murubira,biobor e etc…
    bons tempos!

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Não frequentava, mas ouvia muito falar das pipocas do Cassazum, T1 e Círculo Militar. Ouvia muito também falar da boate Spectron. Essa Casa Grande era em Canudos?

  18. sergio50 disse:

    Olá, desculpem entrar na conversa, mas também frequentei estes locais citados por vocês, e, claro, tenho muitas saudades. Alguém aqui conheceu a “Dulce Doce”? era uma casa (na verdade uma mansão) de programas naquela alameda em frente ao Baenão. No início dos anos 80 eu deixava todo (todo mesmo!!!) o meu salário na Dulce. Ela tinha um plantel de garotas lindas. E na época nem usávamos camisinha.

  19. LUIZ disse:

    Onde encontro as musicas de pista tocadas na GEMINI, SHOCK,SALDOSA MALOCA, ETC.

    • Cristina Santos disse:

      Também tinha Colegio Marista, Chácara (na BR), Gato e Sapato (doca), Carrossel (no auge), sorveteria Tip Top (Batista Campos), Vadião, Signu’s Club

      • George Hamilton Maranhão Alves disse:

        Carrosel não era no estádio do Remo, Baenão!? Na década de 1990, para os playboizinhos e girlzinhas, havia o bar Quiosque do Mascate, na Visconde de Souza Franco, chamada “Doca”. O Vadião que tu se refere é o do campus da UFPa? Foi um point meu, pelo menos na empolgação de começo de curso (o meu, Comunicação Social), na década de 1990, nos tempos de universitário! Saudades!

  20. Rodolfo Santos disse:

    Vocês vão me fazer a saudade escorrer pelo olhos em forma de gotas salgadas. Saudades da minha Belém, de tanta gente que já se foi. Estou levitando de saudades. Obrigado e postem mais.

  21. George Hamilton Maranhão Alves disse:

    Cheguei a ir a Chácara, na BR, proximidades da AABB. Marcou época em Belém, nos anos 1980 e começo dos 1990. Nos anos 1990, marcou época, o Olê Olá! O “Forró do Vadião”, no campus da UFPa, foi point meu no começo de meu curso de Comunicação Social, no início dos anos 1990, tempos de universitário. Não conheci, mas dizem que marcou época, o contemporâneo e próximo ao Gemini, Mistura Fina.

  22. George Hamilton Maranhão Alves disse:

    Fins dos anos 1980 e início anos 1990, marcou também época o Kallamazoo.

  23. ALGUÉM MANDA FOTOS DA ENTÃO FALADA CASA NAVIO NO ENTRONCAMENTO!!!

  24. AUGUSTO SILVA DA PAIXÃO disse:

    Vivi essa epoca histórica foi a melhor epoca da minha vida tomei muito rom e martine servifo pelos barmen Elvis e Jair tenho muitas lembranças boas obrigado geração 80.

  25. joao marinho a filho disse:

    FUI GARÇON NA NOITE E BOEMIO NAS FOLGAS TRABALHEI NO KALAMAZOO,PRATO DE BARRO,SAUDOSA MALOCA,CHACARA,CIRCULO MILITAR,E NA DECADA DE SETENTA QUANDO COMECEI A FREQUENTAR A NOITE BOAITE PIGALE,PAGODE CHINES,SHANGRILA,MANGUEIRAO DO SAMBA,SEDE DOS PEIXEIRO,PEDRO BARBEIRO,BANGU,AGRONOMICO,SANTA CRUZ,ROIAL DO SAUDOSO ZE FEREIRA,E DONA MARINA, AGORA TINHA XENDENGO,TOCAIA,IMPERADOR,GAIOLA, ISSO ERA ZONA PORTOARIA,E TINHA A FAMOSSA CODOR ,PATESCO,SAO JORGE,PALACICIO DOS BARES,SUPER BAR CANARINHO, E AS FAMOSAS PENSOES DAS MADAMES,PENSAO DA MOSA,ALICE FARIAS,ALICE ANTUNES,CABARE DOS BANDIDOS DA DONA JOANA ,MARIA BATALHAO,PENSAO DA MORENA DA ZENEIDE ISSO SIM ERA BOEMIA ,BOAITE CANDEIA DO ALENCAR DEPOIS VEIO O LAPINHA,MOMO,TWISTER,RAMPA,AMIGOS VCS NAO SABE O QUQNTO FOI BOM FALAR E RECORDAR ESSE TEMPO BOM CALÇA BRANCA DE LINHO SAPADO BICOLOR PENTE FLAMENGO PERFUME ARTIMATIC, BRILHANTINA DA COTY EITA TEMPO BOM VINHA APE DA SEDE DO FERROVIARIO EM S. BRAZ ATE NA PEDREIRA A PE E NADA ACONTECIA MAS TAMBEM SE VIESE ACONTECER TINHA O VELHO E BOM CANIVETE CORNETA OU A NAVALHA TRES MOLEQUES TEMPO POR MIM PASSARIA ANOITE TODA AQUI RECORDANDO MAS VALEU TOMARA Q ALGUEM SE RECORDE TAMBEM COMIGO VALEU ATE MAS VER ASS.MARINHO

    • Cristina Santos disse:

      Gente….. vc foi da noite mesmo, kkkkkkkkk. Muitos desses q vc citou não conheci. Tempos bons.

    • Cristina Santos disse:

      Olá Marinho, Vc sabe me dizer qual era o nome do bar que ficava na Alcindo Cacela?? A frente dele, era como se fosse revestido de alumínio. Foi lá que ouvi pela primeira vez Marco Monteiro cantando e outros cantores paraenses que nesse tempo ainda não eram famosos.

      • joao marinho a filho disse:

        CRISTINA nao tenho certeza mas acho que foi a BOATE SIGNOS q depois mudou se para o umarizal mas nao tenho certeza mas no tempo q era CESEP tinha um bar chamado parlatorio q essa rapaziada frequentava JOAO ALBERTO, LEILA PINHEIRO, WALTER BANDEIRA, NEGO NELSON,PEDRINHO CAVALERO,essa turma toda marcava presença por la pra se organizar e bater papo era assim a noite paraense fora das grandes casas ,

      • joao marinho a filho disse:

        CRISTINA LEMBREI DE UM NOME BAR IN SA NUM ERA UM BAR NA ALCINDO CACELA PX A PEDREIRA QUEM SABE NE

      • sergio50 disse:

        Cristina, boa noite.
        Acho que o local que você se refere era o bar/casa de shows Maracaibo, que ficava na Alcindo Cacela quase esquina com a José Malcher. Foi lá que muitos artistas da noite como Marco Monteiro, Luicinha Bastos, Chico Sena, Rafael Lima, etc, iniciaram suas carreiras no início dos anos 80’s.
        Espero ter ajudado. Abraços.

      • Cristina Santos disse:

        Creio que era mesmo esse bar. Foi lá que vi(ouvi) pela primeira vez Marcos Monteiro junto com Walter Bandeira. Foi tudo de bom. Muito obrigada Sérgio50.

      • George Hamilton Maranhão Alves disse:

        O jornalista Edgar Augusto Proença, nos anos 1990, em sua Feira do Som, na Rádio Cultura FM, falava muito do bar Maracaibo e do Notívagos Bar, que, acho, eram por aquelas bandas do Umarizal.

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      João Marinho, aquela era uma outra boemia, de menos tecnologia, menos droga, menos mercantilismo. Hoje, a boemia se profissionalizou. Hoje, o interesse não é tanto o entretenimento, mas o ganho comercial.

  26. Cristina Santos disse:

    João Marinho, vc foi da noite mesmo. kkkkkk. Muitos desses q vc citou não conheci. Tempos bons q não voltam mais.

  27. joao marinho a filho disse:

    valeu cristina recordar e viver diz o poeta um abraço

  28. Nilda Maia disse:

    Quantas lembranças boas! Eu adorava os barzinhos, tinha o Clube da Esquina lá na Almirante Barroso próximo á antiga Escola Técnica Federal do Pará, o Beer lá na Gentil onde hj é a jacaúna, o Dose Dupla que ficava num lugar tipo um quintal lá por perto onde era o antigo Cesep e hj é a Unama, O Miralha lá na Doca, O JB lá na Jpão Balbi, o Manga Café que ficava ao lado do Cosa Nostra, todos tinham múcica boa ao vivo, como Pedrinho Cavalero, Banda alternativa, Walter Bandeira e tinha um chamado Passo da Ladeira que ficava na Ladeira do CXastelo lá na Feira do Açaina Cidade Velha, foi lá que eu vi o Nilson Chaves pela primeira vez, lembro até do ano era 1986 e eu tinha 20 anos… ô tyempo bom!!

    • Cristina Santos disse:

      Nilda Maia, realmente tempos bons que não voltam nunca mais. E esses lugares de Vc citou, fui em alguns deles. Na Feira do Açai e no Circulo Militar aos domingos então, só saudades.

    • George Hamilton Maranhão Alves disse:

      Lembro do Clube da Esquina, isso já nos anos de 1993/1994, se não me engano, na rua dos Mundurucus. Nessa época, na Gentil, próximo ou onde hoje é o Botequim, havia o Gato Comeu, em frente ao conjunto residencial Santa Maria de Belém. Conhecia o Miralha, JB e, lá na Visconde de Souza Franco, o Quiosque do Mascate.

  29. Lauriston M Furtado disse:

    Falou tudo , Cristina ; hoje são outros tempos , e acabamos ” viajando” nas nostalgias de uma época que não volta mais . Aqui no RJ a coisa não é diferente , é chapa quente full time , ninguém sai relaxado . Mas temos que seguir em frente , na esperança de que tudo um dia vai mudar pra melhor.
    De qualquer forma , obrigado por suas lembranças e fique com meu cordial abraço .
    Até breve ,
    Lauriston.

  30. tenho muita saudade de gemini,circulo militar,kalamazu, xodo,shop house,chacara,emtre outras

  31. ANTONIO CORREA DOS SANTOS FILHO disse:

    Zé da Medalha, Tabocão , Senzala , Batistão …tudo de bom.

  32. ANTONIO CORREA DOS SANTOS FILHO disse:

    tudo de bom , mas o point dos boemios no final de noite até o amanhecer era o Royal na A Cacela com P Eutiquio ao lado de onde é hoje uma loja lotérica . Por falar em A Cacela o Pagode era onde é hoje uma empresa de segurança entre Mundurucus e Pariquis .

    • joao marinho a filho disse:

      ROYAL DO GRANDE SAUDOSO ZE FERREIRA E SRA SUA MAE DONA MARINA O PAGODE CHINES A ONDE BRAGA MANDAVA TEMPOS BONS

  33. Manuel Do Socorro Lobato Da Cunha disse:

    Recordar é viver. Legal reviver as casas que fizeram a noite de Belém. Várias delas eu frequentei e uma que marcou minha vida foi o “GINZA’S, que ficava no final da Tamandare esquina da Padre Eutiquio, Funcionava aos domingos de 16:00 às 20:00, depois noite adentro com opções de Remo, Payssandu, Subsar, Tuna,Gato e Sapato, enfim, tempos muitos bons.

  34. Williams Maués disse:

    Show de Bola essas lembranças, Circulo Militar, Mistura Fina, Gemini, La-Cage, mosqueiro, cara muito bom

  35. Benedito disse:

    Lembram do Brega Paidégua do Xodó, comandado pelo Fernando Belém? FInal do anos 90.

  36. Benedito disse:

    Bar do Osmar, Batuque Drinks, Bar do Celso, Lapinha do Outeiro

  37. Paulo Tenório disse:

    Ninguém se lembrou da boite AVEC….
    No bairro da Pedreira: Pedreiras bar, Santa Cruz, Chagrilá, Estrelinha, Juventus, Bar teatro e cinema Paraiso, Cine Vitória, e por aí vai…..

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s