Categorias
Fotografia recente

Fatos em foco

fgfgghLife is beautifulVega 4.

.

Categorias
Fotografia recente

Fatos em foco

02
21318195092_d141576b00_o
01
Vicente Franz Cecim, Pedro Paulo Góes Condurú e Paulo Sérgio Rodrigues Cal no Espaço Cultural Boiuna na madrugada de hoje.

Categorias
Fotografia recente

Fatos em foco

Ontem, dia 03 de setembro de 2015:

JB01

Luciana e Jaime Bibas.

JB02

Jaime Bibas, Haroldo Baleixe e Paulo Andrade (Popó).

Fotos: HB e LB.

Categorias
Fotografia recente

Fatos em foco

aa (6)Georgia Teixeira e Jaime Bibas

aa (4)

Jaime Bibas e Haroldo Baleixe — editores do BF


As fotografias, revesadas entre cliques de HB e GT, são de ontem, dia 10 de junho e foram tiradas no boteco Barão da 25; lá se degustou a premiada Costelinha do Barão criada pelo chef Alberto Andrade Neto que tem como sócio o Fábio Alan Vasconcelos.

Categorias
Ambiente Urbano Fotografia recente

JB em foto recente

JB DATA
Ontem, dia 13 de agosto, fizemos, Juliano Ximenes e eu (HB), uma rápida visita ao professor Jaime Bibas que permanece em recuperação na casa de sua filha Mariana.
A fotografia mostra que JB está bem, apesar da cervejinha temporariamente suspensa por médicos e familiares.
Saúde maestro, pois a Confraria dos Malditos o espera no R&B.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia recente

Em Belém do Pará, pode tudo! (11)

????

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Gráficas Fotografia Fotografia recente

O Círio pela Cidade (de todos)

corel397

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Divulgação/convite à FAU

Flyer_Lago_Esquecimento_v03B - email

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Divulgação/convite à FAU

Sem título 2

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Apartamento 302

tumblr_mj01e7B31r1rt7n9co1_500
Imagem-link ao APARTAMENTO 302.

Fotógrafo Jorge Bispo leva para a web mulheres clicadas em seu apartamento.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Gráficas Artes Plásticas Fotografia Fotografia recente

Ambiguidade figurativa

Padrão:
zbvb

Transgressão ao padrão:
ccccc
Multiplicidade pelos módulos do “padrão” e do “desvio”:
bnbv

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Plásticas Fotografia Fotografia recente

Reimaginação tupiniquim de Inocêncio X

xcv

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Divulgação

ciclosudeste

O Lab Clube Filé de Peixe dá sequência na semana de 15 a 20 de abril, no Rio de Janeiro (RJ), ao projeto FOTOGRAFIA EXPERIMENTAL E FOTOCLUBISMO: HIATOS, FRICÇÕES E ENCONTROS COM A ARTE CONTEMPORÂNEA, recebendo o Grupo Espírito dos Sais (RS) para um curso de capacitação/transferência de saberes sobre métodos fotográficos alternativos, realizando sua 1ª oficina de introdução a Goma Bicromatada e Papel Salgado à comunidade local e promovendo a palestra/mesa redonda Experimentações e Permeabilidades entre Processos Fotográficos Alternativos, com representantes do Lab Clube Filé de Peixe (RJ), PIUM Fotoclube (AC), Grupo Espírito dos Sais (RS), além da participação do convidado especial Fábio Giorgi.
Contemplado pelo edital 9ª edição do REDE NACIONAL ARTES VISUAIS da Funarte, FOTOGRAFIA EXPERIMENTAL E FOTOCLUBISMO: HIATOS, FRICÇÕES E ENCONTROS COM A ARTE CONTEMPORÂNEA tem como objetivo triangular pesquisas e práticas em torno da fotografia experimental e do fotoclubismo, a partir de iniciativas realizadas pelo PIUM Fotoclube, no Acre, pelo Lab Clube Filé de Peixe – núcleo de fotografia experimental no Rio de Janeiro, e pelo Grupo Espírito dos Sais, do Rio Grande do Sul. Serão realizados cursos de capacitação entre os grupos, oficinas gratuitas para as comunidades locais de cada região, palestras e debates com pesquisadores e críticos, além de uma residência imersiva para criação compartilhada entre as três iniciativas. Como resultado final, será lançado simultaneamente nas três capitais um catálogo com DVD, contendo mostra audiovisual, registro editado das palestras e fotografias que documentam cada atividade do projeto.
PALESTRA
No dia 21 de abril, a partir das 16h, será realizada no Peixada Arte Contemporânea (PAC), espaço/ateliê do coletivo Filé de Peixe, a palestra/mesa redonda Experimentações e Permeabilidades entre Processos Fotográficos Alternativos, com representantes do Lab Clube Filé de Peixe (RJ), PIUM Fotoclube (AC), Grupo Espírito dos Sais (RS), além da participação do convidado especial Fábio Giorgi, carioca radicado em Porto Alegre, que relatará as experiências com o site mantido por ele www.alternativafotografica.wordpress.com, voltado para difusão na internet de práticas de processos fotográficos históricos e articulado como uma ferramenta de visibilidade para cursos, exposições e mostras acerca dos métodos fotoquímicos.
Abaixo mais infos. Acompanhem! Compareçam!
Abraços do Filé!!
SERVIÇO:
Palestra/Mesa Redonda Experimentações e Permeabilidades entre Processos Fotográficos Alternativos Local: Peixada Arte Contemporânea (PAC) – Rua Valença, 17/casa – Catumbi (RJ) Data e Hora: 20 de abril, às 16h Gratuito

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Plásticas Fotografia Fotografia recente

Divulgação

P santos - Pescador  Alto do Rio Purus  2001

Fotografias de Paulo Santos.
A inter-relação entre a arte e a comunicação exposta na ELF GALERIA.
A arte é o motivo do encontro na ELF GALERIA, que abre as suas portas neste sábado (13) para expor Fotografias de Paulo Santos, com o foco no ser (humano) e o meio (sócio-ambiental). Paulo Santos é jornalista, iniciou sua carreira em 1979 e possui um reconhecido trabalho em coberturas fotojornalisticas, tendo passado por periódicos nacionais como O Estado de São Paulo, Folha de São Paulo, O Globo, além das revistas Veja e Isto É. Na imprensa internacional esteve no New York Times, Miami Herald e Le Monde, entre outros. Dedica-se à documentação fotográfica relacionada à Amazônia, seu povo, seus costumes, especificamente sobre empresas de transformação e instituições sócio-ambientais.
A exposição, que poderá ser visitada até o dia 30 de abril, é um recorte do seu trabalho, das suas andanças e do olhar atento e curioso, próprio de quem aprendeu a observar singularidades em imagens que, para muitos, ocultam-se sob um invisível véu. Por meio da imagem, Paulo Santos busca uma inter-relação ente arte e comunicação, como um princípio, uma chamada (e)vidente à sensibilidade do homem ao seu entrono, permitindo ao expectador o questionamento sobre o que vê e o que passa a sentir ao contemplar, através da força das imagens e, preto e branco: a brincadeira das crianças ribeirinhas no banho de rio; o trabalho do homem na casa de farinha, a rede de pesca, o chapéu, os olhares deitados no infinito do rio, que se confunde com o céu, que traduz a espera de quem vive um dia após o outro, tão somente. Quando a cor chega nas imagens vem do rio-mar e do barquinho na imensidão, da paisagem ribeirinha, da quietude do espelho do céu, do tempo parado, sem passado e sem futuro, que só se modifica quando pode traduzir a emoção que brota, como as águas, no espectador.
Após esse primeiro encontro do espectador com a imagem exposta, percebe-se que o registro fotojornalístico atinge a expressão da arte porque se torna capaz de provocar a reflexão sobre os parâmetros dessa sociedade em que vivemos, tida como tão bem informada, mas que nem sempre é capaz de transformar a informação recebida em comunicação e conhecimento. Para tanto, é necessário compreender que olhar, ver e observar tem propósitos distintos. O primeiro ato implica em direcionar os olhos, o segundo, em delimitar um campo visual, alcançado por meio da visão, mas observar é examinar com cuidado, é deixar-se penetrar pela imagem e com ela estabelecer um canal de comunicação que poderá ser decodificado conforme o expectador deseje processar aquilo que observa e assim estabelecer o vínculo entre a arte e comunicação e, a partir dele, gerar um novo conhecimento.
Na exposição de fotografias de Paulo Santos o objetivo é esse mesmo: compartilhar não somente o trabalho do fotógrafo, mas a arte da fotografia e o desafio de saber ver e exercitar o olhar observador, que seja capaz de ancorar as suas percepções acerca do ser humano com o meio em que vive, para construir significados e ir além do pálido e tão fugaz olhar nosso de casa dia.
A exposição tem vernissage para convidados, no dia 13 de abril, às 11 horas e a galeria estará aberta para visitações de 15 a 30 de abril, de segunda a sexta-feira, de 10h às 13h e de 14h ás 19h e aos sábados, de 10h às 14h.


Elf Galeria
Passagem Bolonha, 60. Nazaré.
Belém – Pará
CEP 66.053-060
Tel: 55 (91) 3224-0854
www.elfgaleria.com.br
www.facebook.com/elfgaleria

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Plásticas Fotografia Fotografia recente

Divulgação

image1

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Crepúsculo com microvista à Baía do Guajará

Crepúsculo
Tomada do Cemitério da Soledade à panorâmica do skyline cada vez menos dentado pela Baía.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Comportamento Fotografia Fotografia recente

Crianças no futuro, em Belém ─ urbi et orbi

Futuro
Para onde foram os quintais, as vovós e as galinhas?
Para dentro da telinha.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Composições: geométrico X orgânico

Em 26 de fevereiro de 2013:

bnvc

Ausência e presença da Natureza Morta:

xcvbnEm 31 de janeiro de 2013:

20130131_184140

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia recente

Postagem 2.000: “Tarde na FAU”, de Arthur Loureiro

775089_415951351812656_201085286_oA foto acima está sendo festeja na rede social Facebook, portanto, nada mais justo que componha a postgem de número 2.000 do BF.
O autor, Arthur Loureiro, é aluno veterano da FAU.

Fonte: Facebook.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia recente

Confraternização da FAU, ontem, dia 15

IMG_4361

Foto: (aguardando autoria).