“Pessoas que tomam tudo pelo lado pessoal”

 

Texto enviado pelo professor Ricardo Harada Ono, vice-diretor da FAV.

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Sem categoria e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

3 respostas para “Pessoas que tomam tudo pelo lado pessoal”

  1. Luiz Gustavo Amoras disse:

    O problema professor Harada é que muitas vezes há perseguções sim, e bastante pessoais.
    O senhor esquece-se do Assédio Moral, algo frequente em instituições públicas e privadas, difícil de ser comprovado, mas real.
    Esse é só mais um texto de auto-ajuda para azeitar a máquina do “não questinamento” da autoridade, inclusive a que o senhor exerce como “vice-diretor da FAV”.

    • Ricardo Harada Ono disse:

      Luiz Amoras,
      Não leve a mal…
      mas…
      1) O texto foi encaminhado a alguns pares (aqueles que eu mantenho contato) no sentido apenas de evocar reflexões, sem segundas intenções (aliás, segundo o texto explicita, exatamente o contrário)
      2) O texto não é meu e está devidamente creditado;
      3) Cada um é livre para interpretá-lo como quiser;
      4) Não lembro de ter enviado para ti…;
      5) Não enviei assinando na qualidade de Vice-diretor, tanto que a mensagem foi encaminhada de meu e-mail pessoal para, repito, pessoas de meu círculo pessoal;
      6) Assédio existe (é claro, não somos tolos em achar o contrário) em todos os lugares, apenas não podemos nos pautar, em nossas realizações e palavras por essas incoerências de conduta, tratando-as como padrão. Em outras palavras, o texto se refere a uma crítica por parte de uma pessoa bem intencionada (moral e intelectualmente sã) a um par (exatamente o tipo de pessoas a quem acredito ter encaminhado o texto).
      Grato pelo comentário.

  2. Ana Maria Costa disse:

    Ei professor Harada, esqueça essas pessoas implicantes, não de ouvidos não, são uns pervertidos e muito além do mau sentido.

Deixe uma resposta