Brasão Original da UFPA: a vizinhança no trabalho dos irmãos Sampaio Fortuna

Prédio, já demolido, que hospedou a Primeira Comissão Demarcadora de Limites (PCDL), fotografado provavelmente na década de 1940; local onde Maÿr Sampaio Fortuna trabalhou como desenhista.


Primeira sede da Reitoria da Universidade do Pará; local onde trabalhou Frederico Sampaio Fortuna como secretário do reitor Mário Braga Henriques entre os anos de 1957 e 1960.
Frederico era originalmente secretário da Faculdade de Direito e irmão de Maÿr Sampaio Fortuna, a quem encomendou o Brasão Original da Universidade do Pará.

A pesquisa-novela sobre a autoria do Brasão Original da Universidade (Federal) do Pará concluiu que Maÿr Sampaio Fortuna fora o idealizador e materializador de uma simbologia em desuso desde 1964, ano do Golpe Militar, quando fora substituída pela que hoje estamos habituados a conviver, desenhada por Alcyr Boris de Souza Meira.
O lapso na memória da UFPA, que poucos registros tem sobre este assunto, motivou uma investigação que completou um ano no dia 09 passado.
Um fator importante nos chamou atenção depois da visita à Primeira Comissão Demarcadora de Limites: é que o prédio que sediava a PCDL era vizinho ao da Reitoria.
Ambos ficavam na Avenida Nazaré, no lado oposto ao Palacete Faciola.
O prédio da primeira Reitoria, ainda de pé, é de autoria de Filinto Santoro; o da PCDL, foi demolido, mas há alguns registros fotográficos do complexo que dão as pistas de sua localização.
Outro dado curioso é que ali funcionavam oficinas diversas, o que abre a possibilidade do elemento decorativo Brasão Original da U(F)PA — que ornava o fundo do palco do Theatro da Paz no dia 31 de janeiro de 1959 e possuía dimensão humana, a exemplo dos paineis que Maÿr compunha à Comissão — ter sido confeccionado na própria PCDL, em um desses anexos (esta é uma hipótese que depende da comprovação do período coincidente de ocupação dos dois imóveis):

Vistas dos “galpões” onde eram ministradas oficinas técnicas.

Antigo painel expositivo da PCDL assinado por Maÿr Sampaio Fortuna.

Atual sede da PCDL, à avenida Governador José Malcher, 349.

Esse post foi publicado em Sem categoria e marcado , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Brasão Original da UFPA: a vizinhança no trabalho dos irmãos Sampaio Fortuna

  1. Ivan Brasil disse:

    Correção sem dúvidas:
    Conheci o prédio da Comissão Demarcadora de Limities, na Dr. Moraes, onde hoje, salvo engano, ficava a clínica onde trabalhava o Dr. Mário Prist Lobato.
    No Salão de entrada, num belíssimos assoalho de tacos em forma de losângulos, ficava exposta, em um coluna de madeira, a cabeça mumificada e reduzida de um índio Jivaro.
    Tenho um amigo de infãncia, Pedro Gomes Malaquias, que será consultado, oportunamente e irá relembrar esse fato.
    Ficarei devendo o fato acima relatado.
    O Grande Maÿr com o seu indelével trema, felizmente foi reconhecido pela polêmica trajetória da sua autoria.
    NB:
    Sou memorialista e não saudosista piegas.

  2. fauitec disse:

    Ivan:
    Pode ter ocorrido um erro de interpretação, daí o problema da orientação.
    Confundi a Avenida Nazaré com a Doutor Moraes, o que não invalida a vizinhança, mas a localização; o que é péssimo.
    A fotografia tirada dos fundos da PCDL mostra uma edificação do outro lado da rua, faltou checar se ela seria uma das casas na lateral do Palacete Faciola pela Avenida Nazaré; mas, pelo teu comentário, parece que não, até porque há um vazio à esquerda, e essas fachadas são todas “coladas”.
    Depois da checagem e confirmação modifico, ou não, o conteúdo desta postagem, alertando, claro, para o teu comentário.
    Com relação a miniatura mumificada do índio, ela ainda existe e está exposta no salão principal da atual sede da PCDL; parece que há anos tem um apelido: “Genoveva”.
    Vou postá-la no BF assim que conseguir o material.
    Obrigado pela ajuda.
    Deixarei esta publicação em construção até que eu vá ao local averiguar.
    Abraço,
    Haroldo.

    • fauitec disse:

      Ivan:
      As informações foram checadas e a postagem voltou ao normal, sem correções.
      Pela comparação da fotografia antiga com uma atual conclui-se que o prédio que sediou a Primeira Comissão Demarcadora de Limites era mesmo vizinho da primeira Reitoria da Universidade do Pará e ficava defronte à terceira casa, a partir do Palacete Faciola, na Avenida Nazaré.
      O edifício da PCDL foi demolido e hoje no espaço funciona um estacionamento.
      Há um interstício entre a segunda casa e a terceira, portanto, as fachadas não são “coladas”; o que lá havia era um toldo, interligando essas duas residências, é possível observar a estrutura em ferro descoberta.
      Há a possibilidade, remota creio, da PCDL ter ocupado algum imóvel na Doutor Moraes.
      Farei uma postagem complementar confrontando as imagens antigas com as atuais.
      Abraço,
      Haroldo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s