Aguém carece de um FACE no Carmo

 

“PRECISO DE UM FACEBOOK” está grafitado por máscara na fachada de uma bela e antiga edificação, em ruínas, vizinha à praça.
Ou é o Carmo, o Largo, que precisa de uma CARA nova?
Os sítios arqueológicos demarcados viraram LIXEIRAS OFICIAIS.
Subterrados não estariam mais protegidos?
Enquanto este aprazível lugar estava vazio a circense Batista Campos e a feira livre República botavam gente pelo ladrão.
[Deserta,  no Dia das Crianças, também ficou a praça General Magalhães (antiga General Ilha Moreira), nas imediações da rica Casa Cor; um assunto para outro post.]
Blog da FAU.

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Administração e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Aguém carece de um FACE no Carmo

  1. JORGE EIRÓ disse:

    Esse bando de idiotas, retardados, que cotinuam a pichar, grafitar (seja lá) o patrimônio da cidade, são meros criminosos, os mesmos que engordam as passeatas dos ressentidos que pregam por uma pseudo “liberdade de expressão”, não respeitando a liberdade e o direito básicos dos outros de manter sua bunda e fachada limpinhas.

  2. JORGE EIRÓ disse:

    Foi por essas e outras que surgiu em São Paulo um bairro chamado Higienópolis…

Deixe uma resposta para JORGE EIRÓ Cancelar resposta