A Sesta da Sexta; por Roger Normando


________________________________________________________________

Roger Normando tem o hábito de, nas sextas-feiras, fazer uma composição com imagens e textos e enviar por e-mail aos amigos.
No ano passado Roger cometeu um equívo de autoria ao encaminhar a Sesta do Círio:

Na realidade os desenhos são de alunos de Representação e Expressão II que foram veiculados para escolha pública da imagem que ilustrou a camiseta do Círio 2011 da FAU na postagem recorde do BF:

Os verdadeiros artistas, até hoje não dilvulgados, são:

01. Sérgio Augusto Barros Vasconcelos;
02. Carlos Adriano de Sousa Reis;
03.
04. Claudio Lucas Lima Guedes (vencedor);
05. Karina Pamplona Ribeiro Bastos;
06. Alberto Patrick Cassiano Lima;
07. Rafael de Paiva Cabral;
08. Sérgio Augusto Barros Vasconcelos;
09.
10. Carlos Adriano de Sousa Reis;
11. Rafael de Paiva Cabral;
12.

(Falta completar a lista!)

De todo modo esse “vacilo” aproximou Roger Normando do Blog da FAU.

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Administração e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para A Sesta da Sexta; por Roger Normando

  1. Roger Normando disse:

    Caros,
    De fato cometi o equívoco, mas peço que não me encarcerem, tampouco ponham uma fita isolante no minha boca, pois a poesia me cura dos maus agouros, sempre, mesmo errando. Peço perdão aos verdadeiros autores e juro não mais repetir tamanha bisonhice (ou vacilo, conforme Baleixe). Como sou réu primário, posso responder em liberdade, mas me condiciono, como castigo republicano, a enviar todas as sextas, uma expressão literária que possa afagar nossos destemperos e iluminar nosso juízo, para termos um fim de semana “di-cum-força”. Segue, abaixo, a poesia de abertura da SESTA DA SEXTA, que começou em Setembro de 2011.

    Sesta da sexta, o “X” da poesia
    Nasce nesta sexta,
    vindo de um escritor bissexto,
    a “sesta da sexta”.

    Se não lograr êxito,
    meio que, desenxabido,
    enxaguo minhas mãos,
    peço exílio ao méxico,
    e tomo um Lexotan
    ou tomo exatos dois minutos,
    desfaço o cochilo
    para incinerar a exinanida arte
    numa cesta de lixo (exato lugar, aliás, onde eu deveria me exilar).

    Um abraço-extra,

    rN x Rn

Deixe uma resposta