Porque a vida, se desenha (2)…


FAU
À análise do Painel Efêmero:

Assista ao vídeo completo no UFPA 2.o.

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Artes Gráficas, Artes Plásticas e marcada com a tag , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas para Porque a vida, se desenha (2)…

  1. José Júlio Lima disse:

    Muito interessante a iniciativa. É o desenho da vida… O registro deve ser divulgado. Parabéns pelo trabalho.

  2. Elcione disse:

    Muito legal Haroldo, essas atividades me fizeram recordar o que é de verdade uma faculdade de Arquitetura.
    Parabéns!!!
    Além de divulgado o registro deve servir de inspiração a outras iniciativas cativantes.

  3. Thais Sanjad disse:

    Os “azulejos” são lindos! Parabéns a você, Haroldo, e aos alunos. Gostei muito do resultado e acho que dá um belo painel cerâmico. Vamos fazer os “azulejos”? Vamos por em prática o que já começamos a conversar?

  4. JBibas disse:

    Haroldo.

    Bacana a iniciativa, principalmente por dois motivos principais, no meu modo de ver:

    • Reinterpreta a partir dos alunos o uso de um espaço que deveria ser vivo todos os dias do ano, porém não é o que tenho visto na minha volta às salas de aula da FAU.
    • Estimula o pensamento pelo desenho (sei como temos tentado afinar esse discurso ali e acolá), ou, a partir dele, tê-lo como espécie de marca pessoal.

    Afinal, ainda que não seja um pensamento dominante o caminho (já bem longo) que percorri até aqui, me proporciona “ver” claramente que o processo projetivo está definitivamente ligado (ainda bem que é assim) às relações que acontecem entre o arquiteto e seus instrumentos de representação. Espécie de conversação, é também um meio de contar uma história embasada em um conjunto de relações sociais, culturais e históricas, onde o desenho assume um tipo de mediação importantíssima. Percebo com alguma tristeza e preocupação, que isso (aqui dito como princípio) muitas vezes tem sido deixado de lado.

  5. Celine Patroca - PT disse:

    Excelente, é até difícil crer que são calouros de uma faculdade.

Deixe uma resposta