A versatilidade plástica de Maÿr Sampaio Fortuna

B e M
Comparação do Brasão Original da UFPA executado em pintura e fundido em metal nobre para o Medalhão Reitoral usado pelo primeiro reitor da Universidade (Federal) do Pará, Mario Braga Henriques, na solenidade de implantação no Theatro da Paz em 1959; as duas obras foram criadas e executadas por MAÿR, que assim as assinou.

Aos “ohos de águia” do editor chefe do Blog da FAU, professor Jaime Bibas, não escaparam a percepção da pena de escriba no bico da águia e do tinteiro defronte ao livro; há dúvidas com relação aos elementos que ladeiam a urna marajoara, na base do Brasão Original: se são ou não dois pincéis, caso esta afirmativa esteja correta, seria a visão de Maÿr Sampaio Fortuna sobre o ensino da pintura na instituição (visão, não realidade).
A insígnia alude às riquezas naturais da região à época: o café, a extração do látex e o cacau, somados à arqueologia simbolizada pela urna marajoara; além, claro, da águia Guianense sobre o livro, mantidos por Alcyr Meira no “enxugamento” de 1964:

ffffytSomente em 20 de agosto de 1965, pela Lei 4.759 do governo militar de Castelo Branco, as escolas técnicas e universidades passaram a adotar o termo FEDERAL em suas nomenclaturas; portanto, foi sob essa norma da Ditadura Militar, que o Medalhão Reitoral atual foi confeccionado na Distintivos Randal LTDA, no Rio de Janeiro, em data que ainda não conseguimos precisar, mas em meados dos anos 1960:

swew444Observações:
A pintura está sendo negociada pelo professor Flávio Nassar para integrar o acervo da UFPA.
O Medalhão Reitoral de Maÿr encontra-se no acervo do Museu da Universidade Federal do Pará e foi a base que impulsionou esta pesquisa.
Cabeçalhos de cadernos da Escola Primária usavam o termo Universidade do Pará; pelo menos até 1969: acessar a postagem Quando a Universidade do Pará virou Universidade Federal do Pará? que especula sobre o assunto sem o conhecimento da Lei de 1965.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Artes Plásticas e marcado , . Guardar link permanente.

3 respostas para A versatilidade plástica de Maÿr Sampaio Fortuna

  1. Edison farias disse:

    A resposta da dúvida sobre os elementos nas laterais do tinteiro, lido como urna (o que seria no mínimo fúnebre para ser colocado numbrsão), mas que, na minha opinião é uma lâmpada, decorada com traços da cultura antropológica marajoara é simplesmente os restantes dos galhos vegetais das duas plantas, somente isso.
    Edison Farias

  2. Edison farias disse:

    Corrijindo: A resposta da dúvida sobre os elementos nas laterais obejeto de revolução, lido…

  3. Edison farias disse:

    Mais uma vez, corrigindo:….

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s