Categorias
Arquitetura e Urbanismo Fotografia Fotografia antiga

Arredores da Praça do Pescador (1935); por Robert Swanton Platt

corel929corel936pp2pp3 “Brazil, transporte de bolas de borracha em rua à beira-mar em Belém.”

corel937

corel938

Detalhes.

Fonte: UWM Libraries.

Categorias
Arquitetura e Natureza Reprodução de artigos

O grande lençol de Siza

IMG_8807375532

“O Pavilhão de Portugal, projectado pelo arq. Álvaro Siza Vieira para a Parque Expo 98, SA, ficou concluído em Janeiro de 1998, tendo recebido, nesse mesmo ano, os Prémios Valmor e Municipal de Arquitectura (ex-aequo com o Pavilhão do Conhecimento dos Mares e com o Espaço Público da Parque Expo), assim como o Prémio Leca de Construção. Encontra-se, também, classificado como Monumento de Interesse Público. Localizado a Noroeste da Doca dos Olivais, é uma referência emblemática da EXPO’98, ocupando uma posição central no recinto e tendo acolhido funções de recepção e de espaço expositivo durante a mesma. Trata-se de uma construção organizada segundo um eixo Norte-Sul, composta por dois corpos: o Pavilhão propriamente dito, de planta rectangular, com cave e dois pisos, que se desenvolve em redor de um pátio interior cheio de terra, para permitir a plantação de árvores; e a Praça Cerimonial, uma ampla área aberta sobre a doca, flanqueada a Norte e a Sul por dois grandes pórticos, revestidos de azulejos polícromos, entre os quais se estende uma placa fina de betão armado, descrevendo uma curva, suspensa por cabos de aço, que cobre um vão de 65m de comprimento por 50m de largura, atingindo uma altura máxima de 13m e mínima de 10m. O traçado original e de grande leveza desta cobertura resultaram da articulação de uma tecnologia de construção inovadora com a força expressiva dos contrafortes de amarração. Após a EXPO’98, o edifício tem acolhido vários eventos e exposições. Embora sejam vários os destinos apontados para este imóvel, ele permanece, todavia, sem uma função específica.” (CÂMARA MUNICIPAL DE LISBOA)

Fotos: Internet.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Reprodução de artigos

corel932(“À merda” tem crase, um vacilo de origem.)

 Ler matéria completa na B9.