Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Gráficas Artes Plásticas

Processo Criativo

“Processo Criativo é um curta documental que busca investigar os contextos, as diferenças e as proximidades entre a criação em artes plásticas, design e propaganda, atividades distintas do fazer artístico que apresentam similaridades em suas realizações.
O documentário foi criado a partir de entrevistas com diferentes personalidades atuantes no mercado artístico contemporâneo carioca, os artistas Carlos di Celio “Russo”, Cadu Costa, Charles Watson, Felipe Taborda, Heleno Bernardi e Maria Nepomuceno. Através de suas opiniões procura-se entender as dinâmicas envolvidas em cada uma das três áreas, como se configuram os contextos de criação, o que diferencia a criação entre uma e outra área, ou se os processos se tornam relevantes para o produto final.
Em um segundo nível busca-se apresentar o processo criativo pessoal de cada um dos entrevistados da maneira como ele normalmente ocorre. Seus percursos, os aspectos levados em consideração e a maneira com que se relacionam com os projetos que fazem.
Projeto Experimental | UFRJ | 2011″ (Youtube: Raul Taborda)

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Plásticas Divulgação

Otoni Mesquita expõe “Memória do Tempo” na Elf Galeria.

OM

Obras de Otoni: ampliáveis.

“Otoni Moreira de Mesquita, amazonense, jornalista, artista plástico, historiador e professor do Departamento de Arte da Universidade Federal do Amazonas (UFAM), é o convidado do mês de abril da Elf galeria, onde apresenta uma exposição individual que conta histórias e traduz a poesia em forma de calcogravuras aquareladas, retiradas do seu universo imaginário.
Desenha desde criança e já é bastante conhecido entre os paraenses, quer por sua atuação acadêmica ou mesmo pela participação em salões de arte locais, mas na Elf não expõe desde 1.987, por isso traz para as paredes da galeria suas memórias: “Já nem me lembro de quando foi que fiz o meu primeiro desenho, pois faço isso desde criança, fica difícil lembrar. Despertei muito cedo para as artes. Eu usava a arte para me distanciar das pessoas, era mais uma fuga, a minha vida se reduzia àqueles desenhos e eu sentia acanhamento em mostrá-los.”
Atuando como artista plástico há três décadas, Otoni já participou de mais de uma centena de exposições coletivas e individuais e possui em seu currículo algumas participações em salões de arte nacionais. Em sua formação, o artista possui Graduação em Comunicação Social – Jornalismo, pela Universidade do Amazonas (UFAM), e em Gravura pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), com mestrado em História e Crítica da Arte (1992) na mesma instituição e doutorado em História Social na Universidade Federal Fluminense (UFF). Desde 1984 atua como professor do Departamento de Artes da UFAM.
Para a exposição ‘Memória do Tempo” Otoni Mesquita criou matrizes em metal das quais reproduziu as calcogravuras, mas produziu um numero razoável de cópias diferenciadas, algumas impressas de forma tradicional e em preto. Fez, também, uma série de provas únicas, a partir de cópias com tons mais suaves e que são aquareladas. Dessa forma, as matrizes geram diferentes resultados, com variações de cores e detalhes, gerando imagens únicas, que foram impressas no formato A3, com duas ou três exceções, que foram impressas no A2.
A exposição inicia no sábado, 12 de abril, e fica aberta à visitações até o dia 30, de segunda a sexta-feira, de 10 às 19h e aos sábados, de 10 ás 14h, excetuando os dias de feriado.”  (Release da ELF Galeria)

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Cinema Filmes

O Cheiro do Ralo; por Heitor Dhalia

 

A Máquina: entrevista com Lourenço Mutarelli, autor do livro que deu origem ao filme.