JB em revitalização

JBWG

O professor Jaime de Oliveira Bibas, editor chefe do Blog da FAU, teve um “apagão” no domingo retrasado (03/08), quando almoçava com sua família.
Depois de passar por observação investigativa na UNIMED, JB, já de alta, ficará, por ora, sob os cuidados de suas filhas; entretanto: os exames continuam, à compreensão do fato, para que precauções e providências sejam tomadas com sapiência.
Jaime, mesmo em situação pós-traumática, não perde a verve: pelo telefone nos contou a metáfora criada por um médico amigo, doutor Scylla Neto, que o visitara no sábado passado (09/08):
Bibas seria um monumento histórico de Belém abalado por um caos que o desconsertou em sua plena estrutura; então, essa complexa malha sistêmica necessita volver ao gabarito calculado pela natureza, para que uma restauração de vida ali possa se restabelecer ‒ melhor ainda se bela (Roberto Carlos para os íntimos) pela harmonia.
JB, por mais que em reparos “no estaleiro” esteja, prepara-se ao retorno às aulas da Faculdade.
Saúde ao GRÃO MESTRE DA ORDEM DOS URUBUS!


Postscriptvm:
A foto acima é do ano passado, em confraternização do LAFORA; não ousaríamos colocar outra, pois esta é emblemática ao próprio “monumento histórico” da Cidade ‒ a cerveja está temporariamente suspensa, por orientação médica.
Jaime Bibas assinou a coluna MONUMENTOS URBANOS da revista eletrônica Belém do Pará, hoje inativa na Internet; Scylla Lage Neto escreve no FLANAR.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Artes Plásticas. Bookmark o link permanente.

7 respostas para JB em revitalização

  1. Juliano disse:

    Saúde ao nosso querido decano Bibas.

  2. Albano H. Martins disse:

    Saúde Bibas!

  3. Ozório Freitas disse:

    Bela fotografia de Wisfredo Gama, quase um sorriso de Mona Lisa.

  4. Ana Margarida disse:

    Boa recuperação ao querido Bibas. Abraço.

  5. Lorenza Fiorini disse:

    Buona salute, maestro Bibas!

  6. Lucia Chaves disse:

    Desejo ao amigo querido pronto restabelecimento.

  7. Amigo e parceiro de diversos botecos de beira de calçada desde a década de 1980.
    Saúde pra nós bro, pra que a gente possa brindar, já que não se pode blindar, a vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s