Redesenhando a Villa Operária Mac Dowell (2)

AA
Villa Mac Dowell rebatizada Villa Amazonia

A Villa Operária Mac Dowell passou a se chamar Villa Amazonia em algum momento após a transferência da propriedade da Companhia Constructora Paraense — de Antonio José de Lemos e sócios — à Amazonia Companhia de Seguros Terrestres e Marítimos.
No balancete da Amazonia, contabilizado em 31 de março de 1897, consta que a nomenclatura Villa Mac Dowell fora mantida naquele exercício anual.
Uma nota publicada em O Jornal de 15 de novembro de 1900 mostra que naquela data a vila operária já era tratada popularmente como Villa Amazonia:

O Jornal - 15NOV1900

A ocorrência não clarifica se a atividade de pintura seria de manutenção ou da finalização de obras de uma possível ampliação pela parte interna daquela Villa (… situada á travessa Dr. Moraes…): “… conseguiu evadir-se, saltando o muro de uma das casinhas do correr onde trabalhava…”; todavia, duas publicações comerciais (de 1917 e de 1918) de A Pacotilha,  periódico maranhense, trazem entre os haveres da companhia a Villa Amazônia com 67 predios, ditos como bens de raiz:

A Pacotilha 1918 e 1919 (3)

Ampliável por clique à leitura

Lembremos que a Villa (Operária) Mac Dowell foi a leilão em 1896 com 42 casas maisterreno contíguo, portanto, 25 novas residências* surgiram sob o domínio da Amazonia Companhia de Seguros, só não se sabe exatamente quando nem em que área do conjunto.
Outra informação do recorte de 1919 ratifica o equívoco da Revista do Norte em 1902 — ver o postscriptvm de Redesenhando a Villa Operária Mac Dowell — quando esta confunde a Amazonia Companhia de Seguros com a Garantia da Amazonia:

A AMAZONIA comunica ao publico e ao commercio em geral que não se entende com ella, a noticia alarmante recentemente dada pelos jornaes locais, pois, como já tem dito mais de uma vez, se dedica exclusivamente a seguros TERRESTRES E MARITIMOS, e não efectua Seguros Sobre a vida, reflectindo, por isso, a noticia referida sobre uma Companhia de Seguros Mutuos sobre a Vida, com séde tambem em Belém do Pará e cujo nome é semelhante ao seu.

*Uma outra questão: haveria unidade(s) destinada(s) ao comércio na Villa?

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Belém, Fotografia antiga e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s