Não é pelo compasso da bailarina de Degas que cidades e abrigos dançam

Imagem | Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Artes Gráficas e marcado , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Não é pelo compasso da bailarina de Degas que cidades e abrigos dançam

  1. Jorge C. Mello disse:

    Muito bonito esse desenho feito no quadro verde. Discussão visual interessante sobre beleza e funcionalidade em urbanismo e arquitetura. As bailarinas estudam o espaço em que constroem seus movimentos de dança. Há harmonia entre a bailaria e a geometria que ela utiliza. Legal, muito legal, diz muita coisa de modo “simples”, como o balé.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s