Divulgação

Urubu do Ver-o-peso e Urubu do Marajó visitam a FAU

Na realidade são dois urubus adestrados pelo Nildo Costa que obedecem aos códigos enviados por um aparelhinho eletrônico por ele desenvolvido: o “Urubu-adestration SMS4.8”.
Aumente o volume e escute o discreto sinal do bip que transmite a ordem para o segundo urubu, o “‘primo’ do Marajó”, pousar no chafariz e beber água limpa.
Este é o resultado de um trabalho experimental da disciplina Representação e Expressão III intitulado “Performance Chique in BR: urubus no chafariz”.