Categorias
Administração

O que a nossa FAU tem a ver com o THE METROPOLITAN MUSEUM OF ART de N.Y.?


O uso, em suas logomarcas, de tipologia clássica com a análise geométrica estabelecida pelo matemático e tratadista renascentista Luca Paccioli.
A percepção que trouxe à baila este fato foi do nosso professor de Projeto, José Maria Coelho Bassalo, que passou suas férias na megalópole estadunidense.
A logo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do ITEC/UFPA tem sua origem na sigla do Departamento de Arquitetura e Urbanismo criada pelo professor Daniel Campbell em 1999:

_____________

POSTSCRIPTVM:

Em abril de 2010, quando ainda investigávamos a fonte utilizada por Daniel,  a professora Thais Sanjad notou certa semelhança entre os “AS” do DAU e da ABRACOR; contudo, o “A” do logotipo da Sociedade Brasileira de Conservadores-Restauradores de Bens Culturais, apesar do uso da grelha de Paccioli, não guarda as características das inscrições romanas:


Dois meses antes do caso acima relatado intencionou-se colocar um letreiro na testada da marquise do Ateliê; o professor Fabiano Homobono, por e-mail, argumentou:
“Não podemos permitir um letreiro, na marquise ou em qualquer outro lugar, o que seria uma mostra de desconhecimento total do que é arquitetura e urbanismo.
Existe uma programação visual do Campus, basta ela.
Uma placa, que seja discreta, no hall de entrada, tudo bem.
Bem projetada, é claro!
Existe ainda o Septímio?”
A reprogramação da marca de Daniel Campbell — concluída em 26 de abril de 2010 à confecção das plaquinhas da programação visual interna do prédio —, permitiria essa remissão ao clássico, emblemático na tipologia do arco de Septímio Severo em Roma:


Nem a FAU, nem o Metropolitan, ficam em Roma; mas…bebem na mesma fonte.