A Doquinha (ou The Trach Place) antes e depois do Porto

Fotos comparadas.

A dita “doquinha” ou “the thach place” é uma referência aos jovens como local de compra e uso de drogas; possivelmente isso ocorre pelo franco abandono do poder público e a consequente ausência da população por não “ter um lugar legal pra ir“.
As duas vias, de paralelepípedos, estão bastante avariadas em alguns trechos na direção do Porto, o que impede um fluxo regular de veículos.
Toda essa região mais antiga de Belém possui agradáveis lugares capazes de propiciar lazer aos cidadãos e cativar o turista, contudo, Batista Campos e República compõem o cárcere do privilégio.

A arquitetura remanescente: referência única e testemunha da História.

Sobre fauitecufpa

Projeto de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010
Esta entrada foi publicada em Administração e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para A Doquinha (ou The Trach Place) antes e depois do Porto

  1. Micaela Paraense disse:

    “Mas a cidade não conta o seu passado, ela o contém como as linhas da mão,
    escrito nos ângulos das ruas, nas grades das janelas,
    nos corrimãos das escadas, nas antenas dos pára-raios,
    nos mastros das bandeiras, cada segmento riscado por arranhões,
    serradelas, entalhes, esfoladuras.”
    (As Cidades Invisíveis – Ítalo Calvino)

Deixe uma resposta