Conteúdos para o UFPA 2.0

Na postagem anterior, o professor da FAU, Flávio Nassar — que ora ocupa as funções de coordenador do Fórum Landi e pró-reitor de Assuntos Internacionais da UFPA —, deixa claro que o Projeto UFPA 2.0 depende tanto do uso das tecnologias da informação e comunicação (TICs), quanto dos conteúdos que veiculará para universalizar os conhecimentos produzidos pela instituição paraense.
O Blog da FAU, no ar há mais de dois anos, comunga dessa filosofia de trabalho, que visa popularizar a produção acadêmica, arejando-a; retirando-lhe o mofo e o ranço da época em que “a alma do negócio era o segredo” — adágio, com verbo corrigido, que bem simbolizou o quarto escuro onde se estocavam as informações privilegiadas que municiavam o poder de poucos.
Os tempos mudaram e interatividade não é uma moda, mas, pura razão a serviço da democracia e da justiça social.
Possivelmente esse alinhamento do BF com a visão de uma universidade orgânica, em que cada estrutura tem função vital, nos tenha beneficiado com uma tarefa prazerosa: brincar.

Explique-se: o professor Flávio Nassar, por meio de uma ação do Fórum Landi intitulada Memórias de Belém, mandou digitalizar todo o acervo de filmes experimentais produzidos por um grupo de jovens na década de 1970; tal preciosidade estava guardada no sótão da casa do artista plástico Ronaldo Moraes Rêgo, um dos integrantes da trupe que criou a produtora  DISPNEYA — ver antiga postagem do BF no link.
Tal material, um copião em DVD, foi entregue ontem pelo Flávio ao BF, para que, com o auxílio do Ronaldo, sejam feitas edições com explicações didáticas sobre essas incursões no mundo cinematográfico: datas, equipamentos, roteiros, locações, atores, efeitos especiais, etc.
O trabalho começará hoje, com uma avaliação pormenorizada das imagens digitais, depois se traçará a rota dessa “diversão acadêmica”; esses registros integrarão os conteúdos a serem veiculados pelo Portal UFPA 2.0 (Dois Ponto Zero) com previsão para ser inaugurado, de modo experimentalmente, em outubro próximo.

Abaixo daremos uma palinha do material, um recorte seco dos primeiros momentos do copião que veio com fundo musical, a dita “música incidental”; na realidade os filmes são mudos nos originais.

Na película Super 8mm — uma bem humorada “ação policial” — o “bandido” Luiz Braga não consegue matar o “agente” Ronaldo Moraes Rêgo que pede auxílio à “Rádio Patrulha Nº1”. Luiz é morto após perseguição do Fusca RP-1 ao seu Corcel I coupéê. Janjo Proença (desde os 1980’s Roxy Bar) sai do mato, executa os “tiras” e fica com a “grana”.

______________________________

Postscriptvm (13/09/2012)

O filme foi substituído por nova edição; saiu o “jazz de salão”, como nos disse o professor Marcellino Moreno, para entrar Bonzo’s Montreux do Led Zeppelin, música que Ronaldo Moraes Rêgo acredita ser a que tocava em apresentações com o uso de fita cassete.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Filmes e marcado , . Guardar link permanente.

2 respostas para Conteúdos para o UFPA 2.0

  1. Kenya Aragão disse:

    Maravilhoso!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Duas coisas maravilhosas da UFPA são o Fórum Landi e o Blog da FAU, juntos, nada se pode falar contra.
    Obrigada por essas coisas maravilhosas!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Jorge Eiró disse:

    Pô, isso é pai-d’égua! O registro, o climão 70 das roupas e, claro, os atores, super canastrões…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s