Categorias
Arquitetura e Urbanismo Eleições Reitor

Arthur Schopenhauer disse:

Por sabedoria entendo a arte de tornar a vida mais agradável e feliz possível.

Que seja esse o lema de campanha do Magnífico candidato a Magnífico.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Música

Eita Pau Pereira!

Paraíba
Luíz Gonzaga

Quando a lama virou pedra
E Mandacaru secou
Quando o Ribação de sede
Bateu asa e voou
Foi aí que eu vim me embora
Carregando a minha dor
Hoje eu mando um abraço
Pra ti pequenina

Paraíba masculina,
Muié macho, sim sinhô

Eita pau pereira
Que em princesa já roncou
Eita Paraíba
Muié macho sim sinhô

Eita pau pereira
Meu bodoque não quebrou
Hoje eu mando
Um abraço pra ti pequenina

Paraíba masculina,
Muié macho, sim sinhô

Quando a lama virou pedra
E Mandacaru secou

Quando arribação de sede
Bateu asa e voou
Foi aí que eu vim me embora
Carregando a minha dor
Hoje eu mando um abraço
Pra ti pequenina

Paraíba masculina,
Muié macho, sim sinhô

Eita, eita

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Gráficas

Hoje o nosso editor chefe tá com o capeta (vai ver que foi o Prêmio)


Mais um cabeçalho assinado pelo Jaime Bibas.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Artes Plásticas

Do editor chefe, Jaime Bibas

Abertura da exposição de Botero em Potugal.

Mais um cabeçalho assinado pelo JB (Jaime Bibas).

Categorias
Arquitetura e Urbanismo

Umas perguntinhas ao Magnífico, ora desincompatibilizado à reeleição

Professor Maneschy: por que, mesmo depois de três anos e meio de um mandato que não provocou oposição, a gente permanece com a sensação de que a Universidade não reconhece, como deveria, os seus servidores?
Essa angústia surge todas as inúmeras vezes que há necessidade de se preencher fichas e comprovar a condição de não morto perante a instituição que nos emprega.
Por que não há uma pasta in cloud computing  atualizada de modo on line do pessoal da UFPA?
Por que portarias não são geradas ou renovadas (ou revogadas) automaticamente em um sistema informativo confiável certificado digitalmente pela Reitoria da UFPA?
Há algum sentido alguém ter que atestar a veracidade de algo feito dentro da própria instituição que trabalha?
Por que as unidades e sub-unidades não se intercomunicam profícua e ecologicamente sem o uso do papel?
Por que um docente ou um técnico administrativo que ingressa em um programa de pós-graduação tem que passar por um périplo quando bastaria que uma lista virtual fosse gerada pela sub-unidade identificando quem é do quadro e onde está lotado?
Por que a progressão funcional docente ainda é um calvário?
Não estaria mais que na hora de criarmos um Facebook Acadêmico?

“Perguntar não ofende!” (Macaco Sócrates).

Categorias
Arquitetura e Urbanismo

Portal da Transparência: quanto ganha o Reitor da UFPA?

Uma merreca diante das responsabilidades do cargo.
O Portal da Transparência serve para que os alunos vejam como seus professores são mal remunerados; um desestímulo ao ingresso na carreira docente.

Material enviado pelo advogado Waldo Baleixe.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Prêmio

Sobre o prêmio que o Blog da FAU conquistou

É óbvio que os editores e colaboradores do Blog da FAU (mais a FAU inteira) ficaram radiantes com o 1º lugar na “Categoria Práticas Inovadoras na Gestão Acadêmica e Administrativa”, a mais alta premiação, como mostra o recorte do Edital do Concurso — apesar do nome estar grafado como “Blog do FAU” na página da PROPLAN que divulga o resultado do certame.
Entretanto, será necessário negociar com a Universidade uma permuta que beneficie o BF, até porque não conhecemos “eventos de interesse científico” que tratem de blogs universitários; ou seja: a prática é tão inusitada que o prêmio, do jeito de se apresenta, não nos serviria de nada.
Nos inscrevemos nessa disputa porque a vimos democrática e descomplicada, sem muita burocracia; qualquer professor, funcionário ou aluno (tutelado por um professor) poderia concorrer — englobando as graduações, os programas de pós-graduações e as atividades dos servidores técnico administrativos de todos os campi e núcleos.
Nossa inscrição foi feita pouco antes das 18 horas do dia 31 de agosto, último dia naquele momento; depois houve prorrogação para 30 de setembro, contudo, não atualizamos o Relatório da Prática; mesmo com alguns senões apontados pelo professor Jaime Bibas, esquecemos de proceder as devidas inserções que fortaleceriam o documento.
Essa coroa de louros funciona muito mais como uma certificação institucional que tira o BF da marginalidade, a mesma beirada inconvencional que deu a ele notoriedade.
É possível que tal consagração abra portas a patrocínio de empresas que queiram atrelar seus nomes a uma atividade cultural (virtual); isto sim, daria gás combustível à sobrevivência e ampliação do BF, desde que não lhe fira a liberdade — um assunto a ser tratado no futuro dentro do Conselho da Faculdade.
Continuamos carecendo dos 99 dólares americanos (taxa anual) para eliminar as inconvenientes propagandas que surgiram neste mês junto às nossas publicações; se ninguém recorrer, ou mesmo se os possíveis recursos caírem por terra, só depois do dia 22 de dezembro é que poderemos propor algum acordo de câmbio com a administração superior.
Parece que todo ato de ganhar alguma coisa vem sempre acompanhado de um sentimento aflitivo; imaginem quem acerta sozinho na Loto.

Categorias
Arquitetura e Urbanismo Humor

10 mulheres para um homem no Brasil?

Mentira!
É só uma e um bocadinho doutra!

Fonte IBGE.