Professores da FAU falam à TV Cultura sobre Niemeyer

Hoje pela manhã a TV Cultura procurou a Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFPA para obter informações sobre Oscar Niemeyer, falecido ontem às véperas de completar 105 anos; os faria no próximo dia 15.
Falaram os professores Cybelle Salvador Miranda e Euler Santos Arruda; Cybelle ateve-se à localização da obra do famoso arquiteto na História, como um dos ícones do Modernismo brasileiro e mundial; Euler explicou a significação do Monumento à Cabanagem, usando palavras do próprio Niemeyer, acentuando a necessidade da construção ser tombada e respeitada em seu entorno, já que corre grande risco de emparedamento.
Aguardemos a matéria e seu link para publicação no BF.

f2
Cybelle Miranda.

f1
Euler Arruda.

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Falecimento e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Professores da FAU falam à TV Cultura sobre Niemeyer

  1. Stelio Santa Rosa disse:

    Colegas da FAU,
    Estou aqui em Brasilia no Seminario Internacional de Arquitetura e Urbanismo (no Memorial JK) desde ontem, dia 5, quando foi anunciada após a plenaria de abertura, no momento da confraternizacao, a morte de nosso grande mestre Oscar Niemeyer, faltando exatamente 10 dias dele receber a primeira carteira do CAU, a numero 00000001-9. Exatamente quando completaria 105 anos. Sendo tambem aquela data o aniversario do primeiro ano de criacao do CAU.
    Foi um frisson geral entre os arquitetos brasileiros e estrangeiros que participavamm deste evento internacional e particularmente a mim que falei com Oscar em mesa redonda e fiz fotos com ele em Curitiba. Passei hoje a tarde, as 15 horas para a visitacao pública com corpo presente no Palácio da Alvorada mas como tinha uma grande fila não quis ficar, pois preferi memorizar vivo aquele ilustre arquiteto que direcionou com seus ensinamentos e experiência a minha formacao de arquitetura.
    Colegas, mais uma vez testemunho a historia de nossa arquitetura na cidade onde este, juntamente com Lúcio Costa, a transformou como museu vivo da arquitetura moderna, de vanguada e do urbanismo no Brasil.
    Voa Oscar…Oscar não sabe voar…
    Oscar só sobe sonhar…
    Oscar só sabe traçar…
    Voa Oscar, Oscar voou…
    Arq. Stelio SantaRosa-Brasilia, 06-12-12.

Deixe uma resposta