Amedalhamento comemorativo hipotético exorcizante

medalha anverso reverso
Anverso e reverso de uma virtual medalha comemorativa dos 50 anos da FAU com o Brasão Original da Universidade do Pará, que pela lei nº4.759 de 20 de agosto de 1965 passou a se chamar Federal.
Uma homenagem ao desenhador Maÿr Sampaio Fortuna que, por perseguição política, teve sua criação execrada pelos adeptos da Ditadura Militar instituída com o Golpe de 31 de março de 1964.
O Primeiro Brasão possivelmente foi confeccionado à solenidade (com liturgia fotografada) de implantação da Universidade do Pará ocorrida em 31 de janeiro de 1959 no Theatro da Paz, mas sucumbiu diante da ideologia perversa instaurada em 1964.
Um modo sui-generis de comemorar aniversário: dar plena liberdade aos demônios da consciência para recordar se, como no filme O Feitiço de Áquila, as simbologias gráficas partidariamente apadrinhadas se entreolharam em algum instante daquele ano fatídico em que a memória da Universidade começou a ser apagada por esponjas duradouras.
O que menos importa é a qualidade estética das peças, mas a verdade dos fatos; isto explica a simbologia hibrida adotada pelo BF ao Portal da UFPA.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Artes Gráficas e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s