Belém 400 Anos — marca marginal e hilária

sdf
Surgiu um grupo público no Facebook intitulado Concurso Belém 400 Logos para “zoar” o certame oficial da Prefeitura Municipal de Belém que intenta escolher a marca comemorativa dos quatro séculos da fundação da cidade.
Apesar da maioria das ideias ter apresentações em colagens eletrônicas de um “dadaísmo” extemporâneo — ou seriam memes de Internet?  —, há uma pérola que caiu nas graças daquela rede social e ilustrou matéria do DiárioOnLine: Belém com os 400 anos associados às rodas da bicicleta de uma figura folclórica que cruza a cidade a desmunhecar e arrebitar a bunda para chamar a atenção da população.
O dono da zombaria, bem resolvida graficamente, é Celso Mendes e já há fotografia da produção de camisetas que certamente terá boa saída — será que ultrapassará os 20 mil Reais do primeiro prêmio? —, haja vista o número de curtidas no Face e a disseminação da imagem na WEB.


Enquanto a marginalidade é célere a oficialidade se embanana:

corel826

As cinco marcas finalistas do concurso oficial que, por ora, sumiram do site da PMB:

corel824

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Artes Gráficas, Humor e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Belém 400 Anos — marca marginal e hilária

  1. Tamires disse:

    Dadaísmo mesmo, é um protesto :)

  2. Amadeu Profeta disse:

    Vou vaticinar o vencedor desse concurso, mas antes uma vidência necessária:
    Nº01 – nem os mais psicodélicos espíritos tomando ácido entendem do que se trata;
    Nº02 – é uma propaganda de refrigerante de manga tomado com canudinho num dia de viúva;
    Nº03 – é a igreja de um beato, carola, papa-hótias, papa-missas, etc;
    Nº04 – é um transformer que quer demolir Belém (Duciomar Costa ou Zenaldo Coutinho?); e,
    Nº05 – são os cactos que estão por vir com a falta d’água na Cidade.

    Então, eis a ordem de classificação:
    O 1º Lugar vai para o Nº03, Belém Filha de Jesuíta.
    O 2º Lugar vai para o Nº05, Belém Retirante do Carirí.
    O 3º Lugar vai para o Nº04, Belém Sem Infância.
    O 4º Lugar vai para o Nº02, Belém Tubaína.
    O 5° Lugar vai para o Nº01, Belém Lucy In The Sky With Diamonds.

Deixe uma resposta