Lazarópolis do Tucunduba — tentativa de configuração ilustrada 4

Panorâmica  do Asylo do Tucunduba a partir de informações textuais e gráficas de Souza Araújo:

Ampliável aos detalhes

O croqui de Souza Araújo, feito em 1922 sobre mapa de Theodoro Braga, não representa o inexistente: a abertura da Barão de Igarapé Miri só ocorreria entre 1925 e 1928 com seu prolongamento além do pórtico propiciando construções novas em sua margem direita, passando na esquerda pelos fundos da fileira de casinhas que seriam desmontadas ou incendiadas em 1938 — o desaparecimento dos casebres e da primitiva enfermaria 3 deixaria o seguinte cenário  à esquerda da Barão em 1945:

Ampliável sem interferências gráficas

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, História, Memória, Patrimônio e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s