A vizinhança da UFPA entre novembro de 2008 e janeiro de 2009

Registros das obras no entorno da Universidade Federal do Pará que precederam o Fórum Social Mundial de 2009; as filmagens foram feitas entre novembro de 2008 e janeiro de 2009.
Os audiovisuais acima podem ser comparados aos incorporados na postagem A vizinhança da UFPA em julho de 2007.

José Daniel Portugal Campbell Penna, o nome do auditório da FAU

José Daniel Portugal Campbell Penna (Belém do Pará, 22 de setembro de 1951 — Belém do Pará, 27 de outubro de 2002) formou-se no Curso de Arquitetura da UFPA em 1977, no qual ingressara em 1971, com o trabalho de conclusão de curso sob o título “Área Urbana Deprimida, População de Baixa Renda: Uma Proposta Alternativa”. Dois anos depois Daniel Campbell já estava exercendo atividades como professor no mesmo curso, permanecendo na docência até o ano de 2002.
Introdução à Arquitetura, Desenho Industrial, Projeto I, Projeto II, Restauração do Patrimônio e Teoria e História da Arquitetura e Urbanismo I foram disciplinas ministradas por Campbell. Todavia, além de atuar como professor, foi também Chefe do Atelier de Arquitetura, de 1980-1983 e de 1990-1991, sub-chefe do Departamento no período de 1989 até 1991, e ainda Chefe do Departamento de Arquitetura e Urbanismo entre os anos de 1999 e 2002. Como uma de suas últimas funções a serem exercidas no curso de Arquitetura e Urbanismo da UFPA, Campbell foi designado como Coordenador do curso no período entre 2002 e 2003, contudo não chegou a concluir seu mandato.
José Daniel Campbell foi professor de diversas matérias, mas dedicou-se principalmente a área de Desenho Industrial. Dessa forma, foi nesta área de concentração que cursou o Mestrado do Curso de Pós-Graduação em Estruturas Ambientais Urbanas da FAU/USP, entre 1984 e 1987, não concluído, para o qual elaborava a dissertação intitulada “Vocações Industriais na Amazônia Oriental”.
Além da docência, Campbell atuou também como conselheiro do IAB/PA para Patrimônio Histórico, foi consultor junto a UFPA para a elaboração do Projeto de Restauro do Convento dos Mercedários, técnico do projeto de Levantamento dos Bens Tombados pelo IPHAN em Belém e Vigia. Desenvolveu ainda produtos para auxílio do trabalho do arquiteto em campo, como pranchetas de mão e réguas paralelas, entre outras atividades.
Atuou como Arquiteto no projeto de um edifício com 15 pavimentos desenvolvido para o Condomínio de Oficiais da Aeronáutica, projeto de Restauração e Reintegração Urbana de Alcântara/MA, e o projeto do Terminal de Carga Rodoviária no Butantã/SP.
Daniel Campbell, mesmo sem deixar de exercer trabalhos como arquiteto, dedicou-se às atividades acadêmicas no Curso de Arquitetura, no qual desenvolveu pesquisas, algumas delas com recursos próprios, sobre produção de modelos de Sistemas estruturais, e para habitação de baixa renda em escala industrial. Outro trabalho desenvolvido por Campbell foi a pesquisa e proposta para implantação de infra-estrutura na área deprimida do Benguí – Convênio com o BNH/UFPA.
O mesmo participou também do projeto de extensão “Criação e Revitalização dos Espaços de Convivência da UFPA”, ganhando o Prêmio Hélio Beltrão, como um dos vencedores do 6º Congresso de Inovações na Gestão Pública Federal em Brasília, no ano de 2002. Dentre tantas contribuições ao Curso de arquitetura da UFPA, vale ressaltar ainda a iniciativa de Daniel Campbell em incluir a disciplina Fotografia no currículo do curso, criando o Laboratório de Fotografia do Curso de Arquitetura.

Texto: Professora Cybelle Miranda
Pesquisa: Professora Cybelle Miranda e Nayara Barros (bolsista).

Lamentavelmente possuímos  apenas essas duas imagens de Daniel Campbell: a primeira gentimente cedida pela secretária da FAU, Eulália Freitas Carmo, aparentemente em reunião do projeto Criação e Revitalização dos Espaços de Convivência da UFPA, em 2002; a segunda retirada de notícia de O Liberal (16 de agosto de 1988) sobre a exposição Herança do Japão onde Daniel aparece ao lado do artista plástico Geraldo Teixeira.
Solicitamos fotografias de Daniel aos seus familiares, contudo, até o momento não as recebemos; quem porventura for guardião de registros do professor, favor enviar cópia ao e-mail fau.itec.ufpa@gmail.com para publicação.

Laboratório de Memória e Patrimônio Cultural (LAMEMO)

Ano de formação: 2009
Coordenação: Prof.ª Dr.ª Cybelle Salvador Miranda
e-mail: cybelle@ufpa.br

Ementa: Laboratório transdisciplinar de memória e patrimônio, vinculado ao Grupo de Pesquisa “Cidade, Aldeia e Patrimônio”. Fundamenta-se na pesquisa “Cidade Velha e Feliz Lusitânia: cenários do patrimônio cultural em Belém”, iniciada em 2003 e concluída em outubro de 2006 com a defesa de Tese junto ao Programa de Pós-graduação em Ciências Sociais/UFPA, na qual investigou-se a percepção dos diversos atores, moradores, comerciantes, visitantes, a respeito do Patrimônio no bairro da Cidade Velha, em Belém, face às intervenções de revitalização em edifícios monumentais, denominada “Feliz Lusitânia”. Como desdobramentos, em 2009, desenvolveu as pesquisas “Cultura e Patrimônio em Belém-PA: uma história de profissionalização”, financiada pelo IPHAN, e “Revitalização do Patrimônio nas cidades de Belém do Pará e Coimbra: percepções comparadas”, através da Bolsa de apoio a Jovens Investigadores do Centro de Estudos Sociais – Universidade de Coimbra. Atualmente pesquisa a “Panorâmica do Curso de Arquitetura: da Escola à Faculdade”, com apoio do Programa de Apoio ao Doutor Recém-contratado – UFPA/CAPES/FAPESPA, contando com duas bolsistas de Iniciação Científica, bem como Coordena a Equipe de Belém do “Inventário Nacional do Patrimônio Cultural da Saúde: Bens Edificados e Acervos”, com gerenciamento da FIOCRUZ (RJ), contando com duas auxiliares de pesquisa. Através do método etnográfico e da leitura semiótica da Arquitetura e da cidade, o Lamemo busca atrelar os conceito de memória à necessidade vital do ser humano em vincular-se ao lugar, seu ethos ou morada, alicerce da preservação patrimonial.  Objetiva também a divulgação do patrimônio paraense à comunidade através de ações acadêmicas de pesquisa e de extensão, em parceria com Associações, como a Fotoativa e o Fórum Landi, contribuindo para a integração dos discentes de graduação e pós-graduação com atividades voltadas ao conhecimento do patrimônio material e imaterial paraense. Participa do Programa de Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo da UFPA, em parceria com o Laboratório de Arquitetura, Conservação e Restauração (LACORE), na linha de pesquisa “Patrimônio, restauro e tecnologia.”

Linhas de pesquisa:

  1. Memória e patrimônio cultural
  2. Arquitetura paraense: história e memória
  3. Estudos morfológicos e métodos projetuais
  4. Estética aplicada à Arquitetura

Equipe de pesquisadores:

Prof. M. Sc. Ronaldo Marques de Carvalho
Profª M. Sc. Ana Lea Nassar Matos
Profª M. Sc. Elna Andersen Trindade