Maÿr Sampaio Fortuna volta à cena na novela Brasão da UFPA


Na postagem “Medalhão da UFPA: retorno ao rumo” dissemos “A partir de agora desconsideraremos Maÿr Sampaio Fortuna como possível criador, desenhista ou fundidor do Brasão da UFPA.”.
Como as investigações sobre Maÿr Obadia não avançaram, trouxemos à baila o desenho de um “Diploma” do “Partido Social Democratico” elaborado por Maÿr Sampaio Fortuna que demonstra sua plena habilidade gráfica — é um novíssimo achado, distinto do mapa, aquele impossível de revelar os domínios de representação da circundante concretude.
A outorga, assinada pelo Coronel Magalhães Barata, reconhece “os relevantes serviços prestados com lealdade e dedicação ao Partido Social Demorático” do engenheiro civil  Paulo Augusto Gadelha Alves, em foto na turma “Engenheiros de 1945” da Escola de Engenharia do Pará.
A estampa do “Diploma de Honra”, com campo para “Assinatura do Eleitor” é de 1949; posterior à carta geográfica datada de 1943, publicada em “Medalhão da UFPA: especulações e derivativos“.
Independentemente de qualquer conclusão sobre a autoria do Brasão da U(F)PA, Maÿr Fortuna mostra-se merecedor de investigações sobre uma possível produção artística pertinente — amplie e veja os detalhes ilustrativos.

Dez anos antes da cerimônia que exibe tanto o brasão da U(F)PA ao fundo quando a mesma insígnia no medalhão, FORTUNA mantivera relação profissional com o PSD — sigla capitaneada no Pará por Magalhães Barata, responsável pela indicação de Mário Braga Henriques ao primeiro reitorado da Universidade, em 1957.

Esse post foi publicado em Administração e marcado , , , , , , , , . Guardar link permanente.

5 respostas para Maÿr Sampaio Fortuna volta à cena na novela Brasão da UFPA

  1. Jussara Derenji disse:

    Baleixe, gostaria de colocar o seguinte. Fora da discussao sobre qual dos Mayr executou ou desenhou a medalha queria dizer que o MUFPA tem as medalhas de 10, 20, 25, 30, 35 e 50 anos da UFPA, podem ser vistas na Sala da Memória da UFPA. Nao temos, se é que existiram, as de 15, 40 e 45 anos. Alguma noticia sobre elas?

  2. fauitec disse:

    Nada encontramos no “Ementário das Resoluções dos Conselhos Superiores Deliberativos da UFPA CONSUN CONCUR CONSEPE CONSAD: http://www.ufpa.br/bc/documentos/Conselho_de_Curadores.pdf” sobre tais medalhas.

  3. fauitec disse:

    Aqui estão as resoluções encontradas, incluindo abertura de crédito para pagamento da RANDAL em abril de 1969:
    RESOLUÇÃO n. 04, de 23 de junho de 1967. Institui medalhas de 1º Decênio da Universidade Federal do Pará.
    RESOLUÇÃO n. 02, de 07 de março de 1969. Institui medalha comemorativa da inauguração do Conjunto Universitário Pioneiro.
    RESOLUÇÃO n. 03, de 07 de março de 1969. Institui uma distinção honorífica denominada “Palmas Universitárias”.
    RESOLUÇÃO n. 12, de 10 de abril de 1969. Abre crédito especial no valor de NCr$ 10.000,00 (dez mil cruzeiros novos). Nota de Conteúdo: O crédito especial tratado por esta Resolução, destina-se ao pagamento à firma Indústria de Distintivos Randal Ltda.
    RESOLUÇÃO n. 428, de 08 de junho de 1977. Institui a Medalha comemorativa do 20º Aniversário de Criação da Universidade Federal do Pará.
    RESOLUÇÃO n. 542, de 21 de junho de 1982. Institui a Medalha comemorativa ao 25º aniversário de criação da Universidade Federal do Pará.
    RESOLUÇÃO n. 565, de 17 de junho de 1987. Institui a Medalha comemorativa dos 30 anos da Universidade Federal do Pará.
    RESOLUÇÃO n. 585, de 26 de junho de 1992. Institui a Medalha comemorativa dos 35 anos da Universidade Federal do Pará.
    É possível que as resoluções especifiquem os autores das medalhas que estão no MUSEU.

  4. Albertina Fortuna de Oliveira disse:

    Meu pai foi o Sr. Maÿr Sampaio Fortuna e gostaria de acrescentar alguns esclarecimentos à produção artística dele. Ele produziu inúmeros trabalhos em metal, cuja confecção presenciei e dos quais ainda tenho dois exemplares feitos para mim. Foi durante muitos anos desenhista da então Comissão Brasileira Demarcadora de Limites em cujo acervo devem constar seus trabalhos. Por ocasião da instalação da UFPa, meu pai foi convidado por seu irmão Frederico Fortuna, então secretário do Reitor, para fazer o trabalho do escudo da UFPa que foi gravado em uma placa que ficava à porta da reitoria na Av. Governador José Malcher. Também foi de sua autoria o símbolo da FADESP (Fundação de Amparo e Desenvolvimento da Pesquisa) criado especialmente por ele, sem nenhuma remuneração. A emoção de vê-lo lembrado como um artista que era, impede de continuar as reminiscências no momento. Sem mais, Albertina Fortuna de Oliveira – Professora Adjunta da UFPa – aposentada

  5. Cleiton Cabral disse:

    Prezados,

    Parabéns pelas informações da página.
    Tomei conhecimento de que Albertina Fortuna de Oliveira teria sido a primeira mulher a se formar no curso de Geografia de Belém.
    Gostaria de entrar em contato com a mesma para adquirir informações históricas sobre o curso.

    abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s