Por onde andam nossas crianças?


Em época que tirar EXCELENTE em Representação e Expressão I era uma tarefa hercúlea, um rapazola de 18 anos, que não fazia seus exercícios de desenho no modo ortodoxo, conseguiu tal feito se divertindo e contrariando o professor; aliás, foi o único dez “redondo” na turma:

Waldez Soares, Mauro Souza e J. Bosco em O Liberal; 2007. (Lápis da Memória)

(É claro que uma nota 10 não é o passapote para o estrelato; há pessoas que não conseguem manter sintonia com a disciplina, com o professor e até com o curso, mas são brilhantes em suas vidas profissionais; ou seja: existem porcas e parafusos que não fazem a mínima falta em uma engrenagem.)

Mas…conheçam o Mauro Henrique, ex-aluno da FAU, a partir das imagens-links:

   No ESTUDIO 22…

…ou no BLOGSPOT.

Parabéns Mauro Henrique…e…permanente sucesso!

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Administração e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Por onde andam nossas crianças?

  1. Cybelle Salvador Miranda disse:

    Mauro e eu fomos da mesma turma da graduação e lembro bem da excelência dos desenhos aquarelados dele, que rivalizavam com o talento nato do Zoca.
    Anos depois, encontrei-o por acaso em São Paulo, junto com sua esposa, a Cyntia, também nossa colega do turno da tarde.
    Lembranças aos dois, que formam um casal de sucesso na Maurício de Souza Produções!

  2. Mauro Souza disse:

    Haroldo foi meu primeiro professor na universidade. Isso mesmo, aquela primeira aula que ficamos na dúvida se vai ser um trote foi com ele.
    Posso dizer que foi muito importante para perceber que havia escolhido o curso certo. Apesar de hoje não trabalhar diretamente com arquitetura não tenho dúvidas da importância da faculdade em minha formação profissional.
    Valeu Haroldo! É muito legal ver meu boletim anos depois.
    A Cybelle é uma amiga que tenho saudades e saber que ela hoje, junto com outros colegas da época, faz parte do corpo docente me deixa muito feliz e satisfeito.
    Grande abraço a todos e espero reve-los em breve.
    Mauro Souza

Deixe uma resposta