Demolição dos silos do moinho Rosa Branca


FAU
Os cilindros de concreto foram cortados em faixas verticais que tiveram suas bases enfraquecidas; depois, essas “tiras”, foram puxadas por cabos na direção do terreno.
Não é preciso dizer o quanto essa “operação banal” assustou a redondeza.
As perguntas são:
Qual foi o grau de certeza para o local do tombo?
Não havia nenhuma probablidade dessas placas, ou parte delas, parar na rua?

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Administração e marcada com a tag , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Demolição dos silos do moinho Rosa Branca

  1. José Maria disse:

    Foram inaugurados pelo JK, no mesmo dia que o Barros Barreto…

Deixe uma resposta