Cozinha de Artista; por Jorge Eiró

Para encerrar o semestre de atividades da galeria, reunir os amigos e apreciar uma boa conversa com quitutes de boteco, Elf Galeria apresenta Cozinha de Artista, reunindo Elieni Tenório, Geraldo Teixeira, Jocatos, Jorge Eiró, Marinaldo Santos, Ronaldo Moraes Rêgo e Ruma, com uma proposta diferente que leva a arte para a cozinha.
A exposição acontece no dia 30 de junho, das 11 às 15h, e a receita é imperdível:
“Cozinha de Artista” significa o ato da criação, o labor do artista no espaço sagrado de seu atelier, estúdio, laboratório, ou qualquer nome (os modernosos diriam espaço-gourmet) ou coisa que se queira dar ao refugium peccatorum, ao lugar onde o bruxo-artista-cozinheiro manipula matérias e conceitos, mistura tintas com sangue, tempera o real com a fantasia e opera as fórmulas alquímicas de sua criação.
Porque cozinhar é criar e criar é cozinhar.
Cozinhar, portanto, é uma arte!
Sob essa concepção, a Cozinha de Artista sugere uma receita, simples e fácil de preparar:
Ingredientes:
Um punhado de artistas;
Umas ou elf* galeristas;
Uns e outros colecionadores ou apreciadores de arte;
Muitos amigos…
Modo de preparar:
Junte um punhado de artistas, quantos estiverem dispostos a cozinhar (neste caso, sete), independente da quantidade, pois, com criatividade não há risco da receita desandar.
Deixe-os em banho-maria, aplicando-lhes um brain storm fervente para cozinhar os miolos até que suas ideias criativas estejam borbulhando.
Acrescente as elf galerista para dar liga à massa criativa dos artistas e garantir a forma dos pratos, bem como organizar a galeria-gourmet onde estes serão apresentados aos apreciadores-comensais.
Use e abuse do entusiasmo e da apreciação dos colecionadores como fermento para fomentar as iguarias, acrescentando doses generosas de sensibilidade, percepção inteligente e muito bom humor.
Misture todos os ingredientes e deixe apurar, como se fosse uma maniçoba, uma feijoada ou uma paella.
A mistura eclética é saudável e nutritiva, nada de cozinha (coisinha) minimalista.
Recheie com a presença dos amigos.
Apimente, use todos os condimentos de divulgação para convidar todos para o evento arte-gastronômico.
Tempere com o sal da vida.
Acompanhe com o vinho e o pão nosso de cada dia.
Sirva os pratos quentes para degustação, juntamente com umas biritas para animar a festa e celebrar a vida.
Bon apetit e salute!
Jorge Eiró
Belém do Pará, junho 2012.

*Elf: onze em alemão.

Esse post foi publicado em Artes Plásticas e marcado . Guardar link permanente.

Uma resposta para Cozinha de Artista; por Jorge Eiró

  1. Lucinha chaves disse:

    Um maravilhoso encontro que me deixou a convicção de que tomamos a decisão certa em manter a ELF GALERIA em funcionamento, após a morte do Gileno.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s