Mais um vacilo da Feira do Som

A pergunta de hoje (08NOV2018) feita na Feira do Som da Rádio Cultura do Pará FM foi: qual o nome original da rua Tiradentes no bairro do Reduto?
A resposta, certamente baseada no livro de Ernesto Cruz intitulado Ruas de Belém…, foi: “Sem modificação” — “uma pegadinha do Grisalho Couto”, disse Edgar Augusto, apresentador do longevo programa, depois de revelá-la.
Na realidade a rua Tiradentes se chamava rua da Pedreira como comprovam o mapa levantado pelo engenheiro inglês Edmund Compton em 1881 e o jornal A República de 02 de outubro de 1890.
Infelizmente não ficamos atentos às questões diárias que habilitam os participantes ao sorteio dos prêmios, mas hoje (mais uma vez) detectamos deslize da produção, mesmo por nós alertada, pelo telefone divulgado aos ouvintes, indicando as fiáveis referências primárias: a planta e o periódico.
Se as fontes (neste caso o Ruas de Belém…) da Feira do Som fossem sempre citadas a responsabilidade recairia sobre os autores (neste caso o Ernesto Cruz) das informações e não os produtores do programa.
Também seria interessante, pelo alcance da radiodifusão, que a Feira abrisse espaço às contestações; afinal: a única coisa que muda do passado é a História.

Veja a completude do material em Belém — a Planta de 1881 e as vias republicanas de 1890.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, História, Memória e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s