O ônibus CLIPPER e o ônibus ZEPELIM

As nossas antigas PARADAS de ônibus não teríam relação direta com os BUS CLIPPERS?
Não, nenhuma; porque os modelos dos ônibus ditos Airway, criados pela The Flxible Corporation, tiveram origem no Flxible Clipper de 1936 (foto do alto), com bunda arredondada, um atributo da série, obviamente inspirada nos hidroaviões; sem contar que a produção desse veículo naquele ano fora de 206 unidades,  reduzindo a probabilidade de algum ter aparecido por estas bandas junto com a nossa primeira PARADA/CLIPPER.
Contudo, há algumas características comuns entre esses BUS CLIPPERS e os nossos ZEPELINS: ambos montados sobre chassis de caminhão.
A ideia dos “dirigíveis” de Belém, guardadas as devidas proporcões — a Flxible era diversa e também adaptava as armações de aço e motores alheios a projetos de carros funerários e ambulâncias —, tem o mesmo princípio que a corporação fundada por Hugo H. Young intuiu: apostar no design das carrocerias utilizando-se da estrutura fabricada por outras indústrias automotivas; só que o desenho do Zepelim de fundo de quintal era, já naquela época, o que hoje se chama “retrô”, pois inspirava-se nos charmosos balões transatlânticos de sucesso durante a década anterior, a de 1930, mas que entraram em decadência com o acidente do alemão Hindenburg, em 1937:
FAU

Os dirigíveis, como os clippers, também devem ter influenciado o raciocínio de arquitetos:

Janela panorâmica do Hindenburg e sua razão: ver o mundo das alturas.


Postscriptvm (o1/11/2014):
Acompanhe a evolução da pesquisa pelo SUMÁRIO que dá acesso às postagens sobre CLIPPERS até 24/10/2014.
Algumas informação contidas nesta postagem podem ter caído por terra em consequência da aparição de novos registros documentais.
Não fazemos nenhuma reparação nos textos originais, apenas colocamos esta nota ao final das publicações cobertas pelo período do resumo.
Aprendamos com os nossos erros.

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Belém, Design e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta