Doca de Souza Franco e Mercado Municial do Reduto (1935); por Robert Swanton Platt

corel833

corel858

As fotografias acima, feitas pelo geógrafo estadunidense Robert S. Platt, mostram a Doca de Souza Franco ainda com a comunicação do Igarapé das Almas à baía do Guajará livre à navegação de canoas.
Na segunda imagem aparece o Mercado Municipal − possivelmente o “… verdadeiro Mercado e, não simples sucursal … ” do Mercado do Ver-o-Peso que antes se localizava na Doca do Reduto, tendo sua construção aprovada pela Lei Nº173, de 30 de dezembro de 1897, mas que sofreu incêndio em seu edifício de ferro na madrugada de 21 de julho de 1907 − ver parte do Relatório de 1909, que trata do assunto.
O Intendente de Belém, Antonio José de Lemos, no tópico Terrenos de Marinha (1909), dá conhecimento da “grave questão” suscitada pela Companhia Port of Para que reclamava “… sua immissão na posse definitiva dos terrenos de Marinha e acrescidos, situados no porto de Belém, do que resultaria forçosamente a demolição daquele Mercado (no caso a sede do Ver-o-Peso no boulevard Republica), construído no caes que assenta sobre os mencionados terrenos.”.
No mesmo relatório Lemos demonstra sua intenção na construção do Mercado Municipal do Reduto, mas esbarra na aquisição de “… um bom terreno.”:

dfg

As investigações continuarão com o intuito de apurar detalhes como o ano da construção e/ou reformas que esclareçam o estilo arquitetônico do Mercado Municipal do Reduto fotografado em 1935.

Errata: em vez de “Lemos, 1908, p.153”, leia-se “Lemos, 1909, p.153” – o Relatório em questão refere-se ao ano de 1908, mas foi publicado em 1909.
Consultar tais publicações na íntegra em  Os relatórios de Antonio Lemos.

Com colaboração de Igor Pacheco e Regina Vitória Alves.

Fonte: UWM Library Digital Collection.

Postscriptvm (em 16-04-2014):

corel876

“A ponte de madeira era na 28 de Setembro (margem esquerda do canal) / Senador Lemos  (margem direita do canal), e o Mercado Municipal do Reduto na esquina da Gaspar Viana.” (Professor Fabiano Homobono, por e-mail.)


Postscriptvm (em 03-02-2016):

Ver as novidades investigativas sobre o assunto em: Nova Belém (1910); por Antonio Salvador Ferreira Costa.

Esse post foi publicado em Arquitetura e Urbanismo, Fotografia, Fotografia antiga, História e marcado , , . Guardar link permanente.

2 respostas para Doca de Souza Franco e Mercado Municial do Reduto (1935); por Robert Swanton Platt

  1. Salomão Moraes disse:

    Quero saber se a Doca do Reduto é a Doca de Souza Franco ou Av. General Magalhães.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s