CELPA: o golpe da CAIXA PADRÃO (12 de abril de 2013)

Video denúncia publicado há mais de 1 (um) ano no Youtube:

O material acima foi enviado pelo internauta  Augusto César Ribeiro, comentarista da postagem CELPA: entre “olhões” e “porta-pães”.
No vídeo, publicado em 12/04/2013 no Canal Diogo de Oliveira Silva do Youtube, o deputado federal Wladimir Afonso da Costa Rebelo, vulgo Wlad, denuncia “… que há uma curriola, uma verdadeira quadrilha, um esquema armado, porque os principais fornecedores desses sistemas de Caixa Padrão, de aterramento, é… do disjuntor, dos isoladores, da Caixa Padrão, tudo é farinha da mesma saca, ou seja, pertence tudo ao time da CELPA. Isso daí gerará em torno de 60 a 70 milhões de Reais fraudulentamente, escandalosamente, vinda do bolso do sofrido batalhador paraense para os cofres da Rede CELPA, Newton.”
Pelo que se pode compreender, a questão das Caixas Padrão, colocadas e retiradas das residências da Cidade Velha depois de manifestação popular apoiada pelo IPHAN  − Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional −, tem raízes mais profundas.
Então: onde estão os órgãos competentes de defesa da população aos desmandos do monopólio privado?


Postscriptvm:
O Blog da FAU não possui nenhuma relação com políticos profissionais e seus partidos, a postagem é mera “reprodução de notícias” com o intuito de clarificar a questão CAIXAS PADRÃO da CELPA, notoriamente desfiguradoras da Cidade e do Estado.

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Reprodução de notícias e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para CELPA: o golpe da CAIXA PADRÃO (12 de abril de 2013)

  1. Os ‘disjuntores’, ou olhões, não foram, todos retirqdos, até hoje. Continuamos na luta. Este o resultado de uma reunião no MPF semana passada (novembro 2018). “Estavam também Ciro do IPHAN, e mais três representantes da CELPA. As notícias são alvissareiras. O IPHAN fornecerá à CELPA um material de que indica o polígono do Centro Histórico (incluindo parte da Cidade Velha e Campina). A CELPA fará a troca dos medidores, inclusive dos que remanescem. Caso o responsável pelo imóvel não aceite a troca, a CELPA encaminhará ao MPF, para entendimentos.”

    Parece que não sabiam onde era o Centro Histórico. Essa noticia ‘alvissareiraa” se repete ha anos…

Deixe uma resposta para Dulce Rosa de Bacelar Rocque Cancelar resposta