AUTORES DA UFPA ESTÃO PRESENTES EM LIVRO SOBRE O PENSAMENTO SOCIAL NA AMAZÔNIA

Convite-1corel048Na próxima sexta-feira, dia 8 de agosto, haverá evento em Belém, no Instituto de Artes do Pará (IAP), sobre o livro Vozes da Amazônia – II, publicação com selo da Editora da Universidade Federal do Amazonas (EDUA) e da Editora Valer (de Manaus).
O evento é organizado pela Universidade Federal do Amazonas (UFAM) – através do Programa de Pós-Graduação em Sociedade e Cultura e o de Sociologia – e pela Universidade Federal do Pará (UFPA) – através do Núcleo de Altos Estudos Amazônicos (NAEA). Compreenderá, na mesma data, um seminário (às 16h00) para debater o tema A Amazônia no pensamento social, seguido do lançamento do livro (às 18h30).
A obra é um trabalho coletivo sobre o pensamento social na Amazônia, organizado pelos professores Elide Rugai Bastos (UNICAMP) e Renan Freitas Pinto (UFAM).
Entre os ensaios, dois são assinados por autores da UFPA especialmente convidados pela UFAM: Benedito Nunes: voz e imagens da Amazônia, de Edna Castro e Stella Pessôa; Charles Wagley (1913-1991). Antropologia, Saúde Pública e Educação, de Samuel Sá.
Benedito Nunes: voz e imagens da Amazônia apresenta alguns aspectos da pesquisa sobre o intelectual paraense Benedito Nunes que está em desenvolvimento no NAEA. A respeito desse trabalho, assim discorrem os organizadores do livro:
“Edna Castro e Stella Pessôa se propõem a destacar um aspecto, na verdade, só recentemente frequentado e realçado na herança do pensamento deixado pelo filósofo paraense, que é a do estudioso dedicado às coisas de sua cidade Belém e de sua região e esta última, de forma mais frequente e pontual por meio da produção de seus artistas e intelectuais. O ensaio inicia com um esclarecedor traçado de vida e obra do autor, destacando sua leitura filosófica das diferentes manifestações regionais das ciências humanas e das artes, destacadamente a literatura, a fotografia e as artes plásticas e dramáticas”.
Quanto a Charles Wagley (1913-1991). Antropologia, Saúde Pública e Educação, os organizadores do Vozes da Amazônia – II escrevem:
“Samuel Sá retoma anotações e memórias que mantém sobre o pensamento de Charles Wagley (1913-1991) em três diferentes registros, ou seja, o antropológico, o de saúde pública e da educação. Como ele próprio anota, o artigo modifica uma versão anterior apresentada em 2009 na 108ª Reunião da American Anthropological Association, na Filadélfia (EUA) dentro do tema geral Ends of Antropology, Roles of Anthropologists, em sessão presidida pelo Dr. Richard Pace, da Universidade do Médio Tennesse”.
O conhecido escritor Márcio Souza – autor de Galvez, Imperador do Acre e Mad Maria, por exemplo – tem um trabalho na coletânea com o título Amazônia, regional e universal. Márcio estará em Belém para participar do debate e do lançamento do Vozes da Amazônia – II.
Da USP, toma parte o professor Willi Bolle. Ele estuda há alguns anos a obra de Dalcídio Jurandir, a qual vem propagando inclusive em peças teatrais e no meio universitário.

Esse post foi publicado em Amazônia, Divulgação, Literatura e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s