A inauguração do Colégio Augusto Meira – 1965

Cid Moreira, narrador do cinejornal com o título Inauguração do Colégio Augusto Meira, releva que o 1º de abril de 1965 não deixara, sob o Regime Militar, de ser o Dia da Mentira: … O doutor Otávio Meira, filho do homenageado, e o governador do Estado (Tenente-coronel Jarbas Gonçalves Passarinho) inauguraram o magnífico estabelecimento que foi construído em tempo record: três meses… 
O projeto do engenheiro civil Dilermando Cairo de Oliveira Menescal, concebido originalmente à construção da Maternidade-escola de Belém, fora abandonado em sua estrutura de concreto armado entre 1957 e 1964; Dilermando Menescal, em 1964, compunha o staff de Jarbas Passarinho como Secretário de Obras, Terras e Águas.
Na verdade o tempo record: três meses fora utilizado à vedação em alvenaria e acabamento de uma obra contratada em 1952 pela diretoria da Sociedade Pro-Mater que por esta (obra) pagou ao engenheiro construtor (Menescal) a importância de um milhão e quatrocentos mil cruzeiros, como parte inicial da execução do mesmo contrato.

Para melhor entendimento sobre o assunto, ler as publicações: A maternidade-escola que virou colégio em Belém (1) e A maternidade-escola que virou colégio em Belém (2).

Recorte de material pertencente
à Biblioteca Virtual Landi.

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Fotografia antiga, História, Memória e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

5 respostas para A inauguração do Colégio Augusto Meira – 1965

  1. Ronaldo Marques de Carvalho disse:

    O governador que discursa é Jarbas Gonçalves Passarinho.

    • fauitec disse:

      Obrigado Ronaldo.
      Por questões didáticas foi acrescentado, entre parênteses, o nome do ditador militar acreano que, por falha, o próprio cinejornal não revela.

  2. Aristoteles disse:

    Baleixe, na verdade o projeto original – de seis andares – era do arquiteto paulista Jarbas Karman, que projetou para o Sesp vários hospitais. No Pará, o hospital de Marabá e a maternidade-escola de Belém, que nunca saiu. O Augusto Meira é uma adaptação do projeto original.

  3. Breno andrade disse:

    Havia um livro com os nomes dos alunos que faziam parte da fundação do colégio alguém tem este livro?

Deixe uma resposta