Avenida Almirante Barroso entre as décadas de 1960 e 70

No vídeo abaixo, entre 6:52 e 10:26, é possível assistir à inauguração de nova iluminação na avenida Almirante Barroso, ainda no governo de Aurélio do Carmo, com outra configuração – sem o canteiro central, postes e árvores recém-plantadas -, distinta  das fotos acima:
FAU

Fotografia feita a partir do vídeo.

Outra imagem da avenida Almirante Barroso, com o canteiro central e árvores recém-plantadas; nela se vê um pedestal pastilhado com o busto do presidente da república, Juscelino Kubitschek de Oliveira (1956-1961), e uma placa de inauguração da “iluminação pública” com pouca definição à leitura.
A questão diante da iconografia é: quando o monumento foi construído e quando foi demolido? Pois isto suscita as relações políticas pré e pós Golpe Militar de 1964.
Em 1965, com o fim da Estrada de Ferro de Bragança, os automóveis não mais convivem com o trem, como acontecia no período de Aurélio do Carmo no governo e Moura Carvalho na prefeitura.
As fotografias coloridas desta postagem mostram a vizinhança da antiga Escola de Arquitetura da UFPA, instalada em 1964, onde hoje funciona o clube Monte Líbano.

Segundo o nosso editor chefe, Jaime Bibas, o busto de Juscelino foi encontrado em uma garagem/depósito nos fundos da Casa do Governador por ocasião das obras de remontagem da Estação Gasômetro no final dos anos 1990.
Na memória de Bibas tal peça foi entregue à SEURB, Secretaria Municipal de Urbanismo, da Prefeitura Municipal de Belém; apear desse marco ter sido erigido pelo “Governo do Pará”.
Há desconfiança que o busto seja de autoria do escultor João Pinto.
Essas informações estão em fase de checagem para um novo post do BF.

(Para consultar referências sobre esta fotografia, siga o hiperlik ao Blog HB.)


Postscriptvm (em 21/10/2014):

JK1963

Fonte da foto: Pelas ruas de Belém.

Uma nova imagem, que possibilita a leitura da placa sob o busto de Juscelino Kubitschek de Oliveira (Presidente do Brasil entre 1956-1961), mostra-nos o inusitado: a homenagem é “PROVA DO DESVELO DO GOV. AURÉLIO DO CARMO AO POVO DO PARÁ” (sic).
O ano é 1963 e não 1959 como supomos na difícil leitura da fotografia anterior; entretanto, acreditamos que o ano de 1957 fora marcado pela mudança da nomenclatura da via: de avenida Tito Franco para Almirante Barroso.
Diante de documentos que possam dirimir dúvidas faremos nova postagem que demarque a datação e as circunstâncias dessa permuta ainda confusa de nomenclaturas.

Com colaboração da bibliotecária Regina Vitória da Fonseca.

Esse post foi publicado em Fotografia antiga, Vídeos e marcado , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s