Categorias
Administração

100 exercícios de cabeçalho

Categorias
Administração

Humor Acadêmico

Categorias
Administração

Alunos contribuem com o cabeçalho do BF


Neste semestre Representação e Expressão II optou pelo experimento de cadernos virtuais; um desdobramento do velho e bom caderno real de desenho.
São blogs montados pelos alunos dos dois turnos discutidos em sala ou por e-mail à luz do programa da disciplina.
O tratamento digital da imagem entrou em pauta e as experiências começam a gerar os primeiros brotos.
As três estampas acima foram parar no cabeçalho do Blog da FAU; não que sejam as melhores produções, mas as disponíveis na Internet passíveis de adequação ao formato.
A antiga cadeira escolar anatômica confeccionada em fibra de vidro foi desenvolvida em aquarela pelo aluno Virgilino Jucá da Costa Neto e a bonequinha estilosa pela aluna Karina Pamplona Ribeiro Bastos.
A avaliação da disciplina levará em conta os dois suportes; além da produção serigráfica nas oficinas do Ronaldo Moraes Rêgo.
Como o largo retângulo superior do BF é um espaço destinado às surpresas, é bem provável que o número de absurdos se eleve com rapidez.

Categorias
Administração

Um esboço? Do que? (2)


Passagem do Horto, defronte à Confraria do Horto: parede e detalhes feitos com moldes.

Belém não tem gente competente para enfrentar uma parede ou um muro; quanto mais uma fachada.
Essa plena falta de capacidade dos nossos pichadores (alguns se autodenominam grafiteiros) abre duas possibilidades:
1ª) a parede, que ganha sempre, fica feia, e a Cidade: visualmente imunda; e…
2ª) paga-se para os cobras da vida, estrangeiros, fazerem o serviço limpo.
No meio de tanta miséria gráfica, há até atitudes louváveis, geralmente diminutas, feitas por moldes, os chamados  estênceis – evidentes frutos do raciocínio.
Essa situação caótica negativa é um filão para um projeto de extensão da FAU.

Categorias
Administração

Nossos alunos, o ENADE e a Eulália

Em Uma contribuição à prova do ENADE, assinada pelo professor José Júlio Ferreira Lima, foram dados, aqui no Blog da FAU, alguns “toques” que pudessem transmitir mais segurança aos nossos futuros concluintes; extensivos à sociedade, claro.
Essas “dicas” vieram de um “simulado” aplicado aos alunos interessados: o teste do ENADE 2008, público desde então junto ao seu gabarito – o ENADE pontua as instituições de ensino superior numa escala que compreende os conceitos entre 0 e 5 no Território Nacional. Ato contínuo: as questões foram lidas, analisadas e informadas as respostas corretas – as abordagens estão no escrito do José Júlio.
A FAU não treina alunos à prova do ENADE; sua função, em primeiríssimo lugar, é prezar pela ética e pelo desenvolvimento social a partir de uma visão poliédrica cerebrina.
Os alunos de conceito comungam dessa filosofia e seus conhecimentos podem até estar além do que se queira afereir igualando um país complexo em uma atividade não menos diversa.
De todo modo, enfrentar uma prova, de supetão, não é agradável para ninguém; daí que, desde 2008, tem-se um bate-papo, às vésperas do exame, com aqueles que nos procuram; não sabemos, “cientificamente”, se essa atitude influiu no Conceito 3 que obtivemos.
Na realidade a ideia não partiu de nenhum professor, foi a  mais antiga funcionária da Faculdade, a Eulália Freitas Carmo (foto), quem sugeriu ao professor Ronaldo Carvalho, diretor da FAU por ocasião do ENADE 2008, que, junto com outros docentes, tivesse uma conversa sobre a vida profissional com os estudantes que seriam avaliados.
O mesmo ritual se repetiu na semana passada, com a Faculdade sob a direção do professor Juliano Ximenes Ponte; Eulália se empenhou na reprodução das provas e tomou cuidado para que tudo saísse a contento: uma autêntica demonstração de respeito e dedicação aos seus (e nossos) queridos alunos.
À César ce qui est à César!