Relíquia da Companhia de Seguros PARAENSE

Paraense
Ampliável por clique

00003

02-a

A residência número 22 da passagem Mac Dowell mostra, pela pequena placa em ferro e esmalte já desgastados incrustada à moldura da porta, que a mesma fora segurada contra incêndio pela Companhia de Seguros Marítimos e Terrestres PARAENSE.
O escudo da Companhia Seguradora Paraense tem, no mínimo, 94 anos, já que em 1922 tal companhia entrou em liquidação.
A Villa Operária Conselheiro (do Império) Samuel Mac Dowell foi em boa parte construída pela Companhia Constructora Paraense de Antonio José de Lemos e sócios (Mac Dowell era um deles), depois, com a liquidação da Contructora, assumiu o empreendimento a Amazonia Companhia de Seguros Marítimos e Terrestres que mudaria o nome para Villa Amazonia.
No ano de 1922, menos de um mês após a liquidação da seguradora Paraense, a seguradora Amazonia teria o mesmo fim:

Liquidação companhias de seguro Paraense e Amazonia

Por ora investigamos quem adquiriu esse conjunto de casas que compunha o ativo da Amazonia Companhia de Seguros Marítimos e Terrestres; contudo, essas informações que buscamos podem estar contidas nas escrituras públicas daqueles imoveis, as quais ainda não tivemos acesso.

Leia mais sobre o assunto em:
Passagem Mac Dowell — 125 anos da benção
A Villa Mac Dowell foi rebatizada Villa Amazonia
A Villa Mac Dowell da Constructora de Antonio Lemos
Redesenhando a Villa Operária Mac Dowell
A presença de Mac Farlane na Villa Mac Dowell
Redesenhando a Villa Operária Mac Dowell (2)

Sobre o Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, História, Memória e marcada com a tag , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

1 respostas para Relíquia da Companhia de Seguros PARAENSE

  1. José Maria De Castro Abreu Jr disse:

    Estas placas de seguradora são lindas. Algumas casa em Belém ainda tem. Merecia um safari pela cidade para cata-las. Tem uma com uma âncora que ainda se acha muito. A mais linda era a da Garantia da Amazônia, uma mulher com um escudo defendendo crianças. O único lugar que tinha ainda era o Mercado de Carne. Na última reforma tiraram todas, haviam pelo menos uma em cada entrada. Muito triste.

Deixe uma resposta