O que restou do CLIPPER do Guamá


No bairro do Guamá, na Barão de Igarapé Miri quase na esquina da Augusto Corrêa, existe uma parada de ônibus que se assemelha aos clippers do passado da Cidade; nele, além do abrigo contra o sol e a chuva, há dois espaços reservados a serviços.
Até o momento não fizemos nenhuma pesquisa sobre esse equipamento urbano, mas ouvimos um dos mototaxistas que lá fazem ponto e ele nos informou que tal construção seria de 1960; pelo menos era o que dizia uma placa que lá esteve antes de reforma feita há alguns anos.
Ao que parece é uma construção recente, de telhado escalonado, talvez obedecendo a configuração da planta anterior.
As fotografias mostram que o espaço é útil e bem serve aos usuários do transporte coletivo.
Curioso é que uma obra privada — CASA DE CARNES NOVA INVERNADA — foi colada à edificação pública ocupando a área do logradouro e se estendendo quase à esquina: essa interditada por uma barraca de vendas.
Por enquanto aguardaremos as manifestações dos internautas sobre o assunto; posteriormente, com mais subsídios, retornaremos com novo post.
As fotos são ampliáveis para melhor visualização de detalhes.


Postscriptvm (o1/11/2014):
Acompanhe a evolução da pesquisa pelo SUMÁRIO que dá acesso às postagens sobre CLIPPERS até 24/10/2014.
Algumas informação contidas nesta postagem podem ter caído por terra em consequência da aparição de novos registros documentais.
Não fazemos nenhuma reparação nos textos originais, apenas colocamos esta nota ao final das publicações cobertas pelo período do resumo.
Aprendamos com os nossos erros.

Sobre Projeto Laboratório Virtual - FAU ITEC UFPA

Ações integradas de ensino, pesquisa e extensão da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo do Instituto de Tecnologia da Universidade Federal do Pará - em atividade desde maio de 2010. Prêmio Prática Inovadora em Gestão Universitária da UFPA em 2012. Coordenação: professor Haroldo Baleixe.
Esta entrada foi publicada em Arquitetura e Urbanismo, Equipamentos públicos e marcada com a tag . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para O que restou do CLIPPER do Guamá

  1. Izabella disse:

    Já esperei muito ônibus aí =P.
    Nunca entendi também o porquê desse açougue aí do lado.

  2. Joao bosco rocha disse:

    Devia ser demolido para maior conforto da população, principalmente do trânsito. Uma rotatoria ali seria.mto bem vinda.

Deixe uma resposta